segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Autismo e atividade física



Extraído do site : http://oseupersonal.com.br/tag/asperger/



04.11.2012


 Atualmente a classificação mais aceitável é a de que o autismo seria um transtorno global de desenvolvimento que costuma se manifestar na infância e afeta, em maior ou menor grau, a capacidade de comunicação, de estabelecer relacionamentos e de responder apropriadamente ao ambiente.



Crianças que em um primeiro momento parecem pouco afetuosas, não interagem com outras crianças, apresentam problemas de sociabilidade, dificuldade com linguagem e padrão de comportamento restritivo e repetido podem sofrer de algum grau de autismo. Um diagnóstico clínico realizado por um bom médico traz a confirmação.Estima-se que uma a cada cem crianças seja portadora de autismo e que no Brasil existam mais de dois milhões de autistas.




Durante muito tempo tratamentos alternativos e até mesmo pouco convencionais foram usados na tentativa de compreender e estimular crianças autistas. Não saberia falar sobre todos eles, apenas sobre um que eu mesmo pude ver de perto os resultados: a prática de atividade física especialmente direcionada para crianças autistas. O progresso destas crianças, nos mais diferentes graus de autismo, foi impressionante.




A melhora não se resume à questão motora, englobando também questões comportamentais, sociais e até mesmo pequenas vitórias do dia a dia, como o caso de uma criança que não atendia ao comando de calçar seus sapatos e após um período de prática direcionada de atividade física passou a ser capaz não apenas de calçá-los sozinho como também de amarrar seus cadarços. O tamanho do progresso pode ser impressionante, já vi até crianças que não falavam começaram a falar.



Entretanto, não é qualquer atividade física. É necessária a prática regular de uma atividade física especialmente direcionada, elaborada de forma personalizada por um profissional capacitado, que tenha estudado a fundo a área. Tive a oportunidade de observar o excelente trabalho do professor Rodrigo Brívio na unidade da Body Tech do Rio de Janeiro, onde trabalhava como professor, e recomendo aos pais que tiverem interesse. Ele estimula seus alunos através de atividades motoras associadas a aspectos cognitivos e vem obtendo excelentes resultados.




Geralmente as aulas são individuais e o professor procura conhecer o aluno e estimulá-lo da forma mais produtiva. Os resultados são melhora na cognição, na sociabilidade, maior independência e melhora na qualidade de vida como um todo. Evidente que a atividade física deve ser complementada com outras atividades multidisciplinares com psicólogos, fonoaudiólogos, médicos e outros profissionais especializados. Porém, os benefícios obtidos pela atividade física são mérito dela !



Se você se interessou e que saber um pouco mais sobre os inúmeros benefícios e melhora na qualidade de vida de crianças autistas, pesquise. Você vai descobrir que a atividade física pode proporcionar melhoras que muitas pessoas sequer julgavam possíveis. É algo que não intoxica o organismo, não gera efeitos colaterais e ainda faz bem à saúde. Se você convive com alguma criança autista, não espere mais, é hora de inserir a atividade física especialmente direcionada na sua vida!




Para receber nossas atualizações e participar de nossas enquetes, curta nossa FanPage: https://www.facebook.com/Oseupersonal
Para seguir nosso perfil no twitter: http://www.twitter.com/oseupersonal
Para perguntas, sugestão de temas e para treinar comigo, deixe seu comentário ou mande e-mail para: contato@oseupersonal.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário