segunda-feira, 26 de março de 2012

Escolas/ Colégios preparados para receber crianças superdotadas, no Brasil


 

No Brasil existem raríssimas escolas especializadas para alunos com superdotação e que segregam (separam) as crianças superdotadas somente entre elas. Isto porque, segundo a nossa Lei de Diretrizes Básicas da Educação, o aluno superdotado deve ser atendido, em sala de aula comum, dentro de um sistema regular de ensino, podendo se beneficiar de propostas pedagógicas, previstas em lei, tais como a aceleração de série e/ou enriquecimento curricular. 

Algumas escolas são indicadas para alunos com um perfil acadêmico mais desenvolvido e que foram dicas de pais de crianças superdotadas que fazem parte do meu grupo do facebook, Mãe de Crianças Superdotadas (Venha participar do meu grupo : https://www.facebook.com/groups/213399982041957/


Em São Paulo indicaram os seguintes colégios : 

COLÉGIO GERMINARE : é uma Escola regular gratuita de Ensino Fundamental II e Ensino Médio, que busca conjugar a excelência acadêmica com uma preparação que coloque os jovens diante dos problemas reais da vida. Não se trata de oferecer simplesmente vagas em uma escola tradicional, mas disseminar uma proposta educacional que reconheça e abra possibilidades para jovens de alto potencial que, de outra forma, não teriam condições de utilizar seus talentos para projetos mais ousados de vida.


O aluno que quiser estudar na Escola Germinare irá passar por um processo seletivo bem criterioso, com provas de conhecimento, testagem de QI e dinâmica de grupo, tem a oportunidade de ser avaliado de um modo mais completo. Também será levado em consideração sua história pessoal, seus talentos não-escolares, suas habilidades e suas experiências prévias são levadas em conta, em um processo mais humanizado, que tem as seguintes etapas:


1. Verificação de nível acadêmico e potencial cognitivo : questionário preparado para levantar o estágio de aprendizagem dos alunos na área de Português e de Matemática. É também realizado um teste específico para avaliação do potencial cognitivo.


Rua Irineu José Bordon, 335
Vila Jaguara - São Paulo
CEP: 05120-060 - São Paulo – SP

Tel.:   (11) 3623 6000

O COLÉGIO GERMINARE é uma Escola regulargratuita de Ensino Fundamental II e Ensino Médio, que busca conjugar a excelência acadêmica com uma preparação que coloque os jovens diante dos problemas reais da vida. Não se trata de oferecer simplesmente vagas em uma escola tradicional, mas disseminar uma proposta educacional que reconheça e abra possibilidades para jovens de alto potencial que, de outra forma, não teriam condições de utilizar seus talentos para projetos mais ousados de vida.


Ainda em São Paulo, temos a proposta do famoso Colégio Bandeirantes, escola tradicional, conhecida por ser fortíssima em seu conteúdo acadêmico e também por oferecer atividades extra curriculares bem interessantes para o desenvolvimento das potencialidades dos alunos talentosos e também dos que não têm aquele talento, e por colocar seus alunos, nas melhores universidades do país. Para entrar neste colégio, o aluno tem que passar por um “vestibulinho”.



Em São Paulo, na Capital, temos 02 (duas) unidades do Colégio Objetivo que tem um programa para crianças superdotadas, que se chama POIT (Programa de Incentivo ao Talento), que trabalha com as crianças, no contra turno das aulas, oferecendo-lhes atividades de enriquecimento e de estímulo aos seus talentos. Mas, atenção : O Programa de Incentivo ao Talento (POIT) só é oferecidos nas unidades da Rua Teodoro Sampaio e de Alphaville, do Colégio Objetivo e na parte da tarde, sendo que o ensino oferecido durante o currículo normal é o mesmo que os demais alunos do Colégio Objetivo (alguns pais consideram o ensino do Colégio Objetivo, em nível de Ensino Fundamental fraco). 

O POIT é uma das poucas iniciativas brasileiras a cuidar desta população, e a única dentro de uma instituição privada. A análise das condições para sua implantação e funcionamento, assim como das opções que marcam suas características principais pode desencadear a reflexão sobre diferentes modos de atendimento para diferentes situações de indivíduos portadores de características diferentes das de seus pares.


Para se inteirar do programa POIT do Colégio Objetivo, leiam : http://www.aspat.kit.net/poit.pdf


Também do grupo Objetivo, mas, para as crianças mais velhas, do ensino médio, existe o Colégio Integrado Objetivo, que reúne as mentes mais brilhantes para ali estudarem e obteve Primeiro Lugar no Exame do Enem, desde 2.012 até hoje (2.016) e cujos alunos são preparados para concorrerem à várias olimpíadas de matemática, física, ciências, astronomia, linguagem, etc.. uma experiência muito interessante para o aluno que gosta muito de estudar e competir :


Como excelentes colégios tradicionais e que, praticamente, todos os anos têm se posicionado entre os 3 primeiros colégios no ENEM de São Paulo, temos o Vértice e o Colégio Santa Cruz.


Não quero dizer todas as escolas do Brasil não saibam trabalhar com as crianças superdotadas e suas necessidades pedagógicas ou emocionais. Mas, infelizmente, temos visto, em todo o Brasil, que a maioria das nossas escolas não sabe lidar com as crianças superdotadas. Na maioria das vezes, as escolas não identificam tais crianças. Quando identificam, não sabem como trabalhar com elas, não sabem como estimular o seu lado pedagógico ou como entender o seu lado emocional.

A escola dos meus filhos é uma escola inclusiva que me recebe de braços abertos e acolhe os meus filhos em todas as suas necessidades (intelectual, social e emocional), graças a Deus e oferece programa de avanço por disciplinas, oficinas de altas habilidades, a partir do Ensino Médio e bolsa de estudos para os 05 melhores alunos por todo o Ensino Médio.

De toda forma, a conclusão que chegamos, nós, pais de crianças superdotadas, é a de que a melhor escola para lidar com crianças superdotadas é aquela que acolhe os nossos filhos nas necessidades dele, seja esta escola grande ou pequena, pública ou particular, famosa ou anônima, e, mesmo sem saber como fazer ou como educar uma criança superdotada, está aberta para se informar, receber informações, ao emocional da criança, em inseri-la no social, até mesmo com as suas diferenças ou limitações, e que forma com os pais uma verdadeira parceria.

Exemplo de escola que também valoriza e sabe trabalhar com crianças superdotadas, em Santos, no Estado de São Paulo - SP :

Colégio Jean Piaget Santos. Mais um exemplo de escola que potencializa e investe no talento dos alunos. Eles oferecem cursos de aprofundamento de acordo com os interesses dos alunos. Os cursos são oferecidos para todas as crianças, mas as talentosas recebem um acompanhamento especial. :



Em Brasília : 


Em Brasília, recebi a dica de uma especialista, sobre a escola Leonardo da Vince, que, segundo ela, costuma atender bem às diversidades.

A seguir uma reportagem sbre essa escola particular no Distrito Federal que identifica e dar oportunidade aos superdotados :



Em Minas Gerais :

Belo Horizonte agora possui a primeira escola a acolher e atender adequadamente alunos que possuem Altas Habilidades/Superdotação.

A Espaço Escola, está adequando a metodologia de trabalho para implementar atividades curriculares diferenciadas, adequadas aos alunos que gostam de aprender e que se destacam por seu potencial e talento.

A Espaço Escola, além de possuir um Projeto Político Pedagógico diferenciado, se destaca por ser efetivamente inclusiva.


Site da escola : http://espacoescola.com.br/


Dicas dos colegas e pais de crianças superdotadas, do Rio de Janeiro :


Tem a Escola Parque aqui no RJ, (Gávea e Barra), que tem um trabalho diferenciado.


No Rio, uma escola que tem uma experiência boa com inclusão, de um modo geral, é a EDEM, no Largo do Machado.


Outra, que os colegas falaram e que reconhece os alunos superdotados e tem flexibilidade no tratamento dado a eles é o Andrews, no Humaitá.


Em Porto Alegre :


Colegio Dom Bosco, foi a dica de uma leitora do blog (vide comentário abaixo). Ela nos conta que, apesar de não ter uma proposta especifica soube lidar muito bem com ela.

  
Além de livre acesso à uma biblioteca muito bem fornida (que para mim foi essencial, vindo de uma escola onde a biblioteca tinha poucos horários de visitação, foi a primeira coisa que eu notei no colégio), a coordenação foi ótima comigo. Não só ela foi sempre valorizada por quase todos os seus professores, como a coordenação a envolveu em atividades, nas quais ela devia participar de encontros, representando a escola (que foram ótimos para o desenvolvimento social dela), e inclusive durante o segundo grau, a engajaram em um extra-classe, no qual ela dava aulas de reforço para os seus colegas, que tinham duvidas ou dificuldades em alguma disciplina (o que rapidamente eliminou qualquer animosidade com os seus colegas, já que ela passou a ser vista como fonte de ajuda e não como competição). 

Não foi exatamente um programa estruturado, mas ela se sentiu muito bem acolhida, e sempre se sentiu muito livre para falar, reclamar, passar o dia no colégio sem motivo nenhum ... Ela teve uma ótima experiência no Colégio Dom Bosco, e o recomenda !


Em Foz do Iguaçu (PARANÁ)

COLÉGIO BERTONI

Do 6º ao 9º ano, é desenvolvido o raciocínio lógico dos alunos, que passam a enxergar as diferentes áreas – biológicas, exatas e humanas – como um todo. Os jovens ganham maior independência e assumem mais responsabilidades, aprimorando a capacidade de argumentar, discutir e investigar. O aprendizado de teorias e práticas está associado à formação humanística desses meninos e meninas, que se tornarão adultos confiantes e bem preparados para enfrentar o mundo.

O Bertoni – Vila Yolanda possui um programa específico para atendimento aos alunos portadores de necessidades especiais e altas habilidades/superdotação.


Se algum leitor tiver alguma dica de escola inclusiva para as crianças superdotadas, para incrementar este artigo, por favor, acrescente com um comentário.

168 comentários:

  1. Aqui em Feira de Santana tem uma ESCOLA OBJETIVO. Vou verificar se é a mesma escola e se tem essa mesma proposta pedagógica.

    ResponderExcluir
  2. Eu estudei no Colégio Dom Bosco, em Porto Alegre, que apesar de nao ter uma proposta especifica soube lidar muito bem comigo.
    Além de livre acesso à uma biblioteca muito bem fornida (que para mim foi essencial, vindo de uma escola onde a biblioteca tinha poucos horàrios de visitaçao, foi a primeira coisa que eu notei no colégio), a coordenaçao foi òtima comigo. Nao sò fui sempre valorizada por quase todos os meus professores, como a coordenaçao me envolveu em atividades nas quais eu devia participar de encontros representando a escola (que foram òtimos para meu desenvolvimento social), e inclusive durante o meu segundo grau me engajaram em um extra-classe no qual eu dava aulas de reforço para os meus colegas que tinham duvidas ou dificuldades em alguma disciplina (o que rapidamente eliminou qualquer animosidade com os meus colegas, jà que passei a ser vista como fonte de ajuda e nao como competiçao).
    Nao foi exatamente um programa estruturado, mas me senti muito bem acolhida, e sempre me senti muito livre de falar, reclamar, passar o dia no colégio sem motivo nenhum... Eu tive uma çtima experiencia no Colégio Dom Bosco, recomendo.

    ResponderExcluir
  3. Muito legal saber desta sua experiência, Rachel ! É muito bom, quando lemos ou ouvimos falar sobre uma experiência, assim como a sua, tão positiva em relação à superdotação.

    Obrigada pela dica ! Vou indicar aos pais de crianças de Porto Alegre.

    ResponderExcluir
  4. quero parabeniza-la pelo blog, muito obrigada
    mas estou precisando de uma escola em curitiba, que tenha professores preparados, ou pelo menos dispostos a trabalhar com crianças superdotadas.
    meu filho tem 14 anos e estuda no Bom Jesus, que avhei que fosse uma escola preparada, mas infelizmente se mostrou uma escola massificada.

    ResponderExcluir
  5. Obrigada, Cristiane. Seu filho já foi avaliado ? Vou perguntar para uma grande especialista daí de Curitiba, escolas que ela indica e te respondo, ok ?
    Qual é o seu e-mail ?

    ResponderExcluir
  6. oi Claudia, foi sim, foi avaliado a pedido da escola que ele estudava, entao o colegio na época que era o Erasto Gaertner, pulo ele de serie, mas nao deu nenhum respaldo, simplesmente colocou ele da 4a para a 6a serie, e o comportamento dele ficou pior do que ja era, entao tirei de la e coloquei no colerio santa terezinha, pois era perto do meu trabalho e poderia acompanhar melhor, mas alguns professores nao aceitavam que ele era superdotado, pos, ele mostra justamente o contraio. tentei explicar e conversar com os professores, onde alguns ainda me disseram que eu nao precisava ensinar a eles como dar aula, e eu dizia que estava ensinando a lidar com meu filho, entao reprovaram ele na 7a serie, ai ele pediu para ir pro bom jesus, eu achei uma otima ideia, achando que la eles iriam fazer a diferença, mas que nada, ele so leva suspensao, e agora me disseram que vao me entregar no conselho tutelar se eu nao colocar meu filho num acompanhamento psicologico, sendo que ele nao quer ir de jeito nenhum ao psicologo, estou desesperada, naos ei mais o que fazer, por favor me ajude. meu e-mail é cristianeleites@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá, Cristiane,

    Quem e aonde o seu filho foi avaliado ?

    Vc está no melhor lugar do Brasil, para se ter um filho superdotado.

    Já mandei e-mail para a Dra. Maria Lúcia Sabatella do INODAP, dai de Curitiba e ela me respondeu o seguinte :

    Segundo a Dra. Maria Lúcia, uma escola específica para SD. O que ela disse é que há colégios que estão começando a entender que Sd existe... isto já é um enorme ganho. Mas, daí a fazer algo direcionado para eles é bem difícil. O INODAP costuma ir ao colégio e insistir a cada situação que ocorre.

    Hoje o único que está tendo mais compreensão com os Sd está sendo o Positivo. O do Champagnat tem reconhecido nossa indicação de aceleração sem questionar e se encarrega de fazer o processo. O Positivo do Jardim Ambiental parece que também está começando comalgumas ações em favos dos SD. No resto é tudo igual !

    A Dra. Maria Lúcia Sabatella, diante de seu caso, que eu contei por cima, sugeriu que vc entrasses em contato com o INODAP, para que este instituto dê orientação à família e ao seu filho, em todas estas questões. Ali, além de atividades de enriquecimento, extracurricular, projetos, etc, tudo voltado para as crianças superdotadas, eles também têm uma equipe de apoio formada por psicólogos, que poderão ajudar a todos vocês. Acho que se vc conversar com o seu filho e explicar a ele que ele irá frequentar um Instituto, que só lida com crianças e jovens superdotados, pode ser que ele aceite melhor a idéia de fazer terapia e acho que o melhor lugar para vc procurar ajuda é ali.

    De toda forma, o ideal é tentar formar uma parceria com a escola e tentar entrar num acordo, nesta se ele, realmente, não fizer uma terapia, ele vai concordar. Se esta terapia puder ser desenvolvida num lugar específico para crianças e jovens superdotados, tal como é o INODAP, acho que ele vai aceitar melhor, ainda !

    INODAP :
    Fone/Fax: (0xx41) 3343-3448
    E-MAIL : inodap@inodap.org.br
    Av. Manoel Ribas, 1800 (Praça Divina Pastora, 330) - Mercês - CEP 80810-000
    inodap@inodap.org.br.

    Depois me conte como foi, ok ?

    Boa Sorte !

    Claudia Hakim

    ResponderExcluir
  8. Olá, acabei de receber os resultados da avaliação do meu filho e tinha uma indicação para matriculá-lo no Objetivo, mas após a entrevista com a coordenadora eu desisti. Ele está hoje no pré, e estou com muita dificuldade em encontrar algo específico pra atendê-lo aqui na ZN. A coordenadora da ed, infantil do Objetivo leu o laudo da neuropsicóloga sem parecer entender do que se tratava, aliás, ela até disse que naquele "papel" como ela disse, não estava especificando nada....foi trágico e desapontador, pois eu já havia conversado com a coord do fundamental e tinha ficado com uma ótima impressão.
    Estou me referindo ao Objetivo da Cantareira.
    Se algué, puder me dar uma opinião, seria legal. Se quiserem saber mais sobre a minha experiência com o Objetivo, só perguntar. Obrigada! Patricia

    ResponderExcluir
  9. Olá, Patrícia. Se vc for reparar, nos meus textos, aqui do blog, eu sempre recomendo que as pessoas que estiverem em busca de uma avaliação para saber se seus filhos são superdotados, entre outras coisas que um bom laudo é capaz de detectar e de diagnosticar, vc irá perceber que eu costumo alertar as pessoas para procurarem instituições sérias para fazerem avaliação. Um laudo bom e sério, que ateste, categoricamente, a situação de superdotação da criança, sem melindres de usar esta palavra ou portador de altas habilidades e também indica quais são as necessidades pedagógicas e emocionais a serem trabalhadas com a criança. Infelizmente, alguns profissionais ainda não sabem como preparar um bom laudo, o que acaba gerando a duvida, por parte da escola. Pelo que eu ouvi falar, a unidade do Objetivo da Paulista é a mais indicada para tratar com estas crianças, mas, como vc disse que mora na ZN, imagino que não lhe valha à pena colocá-lo para estudar naquela unidade.

    Obrigada por ter nos dado este toque ! Fico chateada de ouvir uma notícia, assim, rejeitando um laudo, ou fazendo pouco caso de uma questão tão séria, como é a superdotação.

    O Colégio Bandeirantes, tb é bem longe para os eu flho.. Acho que os colégios mais conceituados, acabam ficando longe da sua casa...

    ResponderExcluir
  10. Bom Dia. Meu filho tem 5 anos é sabe ler e escrever desde os 4anos. Ele está fazendo os testes com a psicológa, pois a escola que ele estuda não está preparada para ele; e ele não que ir mais a escola ele está no 1° ano do ensino fundamental. Já me indicaram o Objetivo. Mas não sei o que fazer. a Psicóloga me disse que a inteligencia dele é muito alem do normal. Se alguem souber me ajudem.

    Grata

    Sandra

    ResponderExcluir
  11. Sandra. Gostaria, antes de tudo, de lhe convidar para participar do meu grupo de discussão no facebook, chamado "Mãe de Crianças Superdotadas". Ali participam pais, especialistas, educadores, superdotados e pessoas interessadas no tema. Me add no facebook, ou procure, diretamente o grupo, ali. Vc é de qual cidade ou Estado ? Quando ele faz 6 anos ? Dependendo do resulta da avaliação, seria interessante pensar numa aceleração de série, ou mudança de escola, para uma com conteúdo mais forte ou inclusiva. O Objetivo tem um programa direcionado para as crianças superdotadas, chamado POIT, e que funciona no contra-turno da escola.

    ResponderExcluir
  12. Oi Cláudia, já converssamos sobre meu filho e gostaria de deixar o relato que o Colégio João XXIII na Vila Prudente, foi uma opção surpreendente, a coordenadora da ed. infantil é muito competente e interessada em tratar cada criança com sua peculiaridade e está conseguindo manter meu filho muito interessado, me ajudando em atividades extra-curriculares e indicações interessantes. Estamos desenvolvendo ele conforme sua própria necessidade. Estamos adorando tudo isso.

    ResponderExcluir
  13. Tania. Muito bom ouvir isto. Mais uma escola para inserirmos nesta tão seleta lista e ampliar o leque para as crianças superdotadas paulistanas ! Fico feliz por você, Tania !

    ResponderExcluir
  14. Olá Claudia!
    Gostaria primeiro de parabenizá-la pelo blog. Fiz a avaliação cognitiva da minha filha porque mudei de neurologista, já que ela tem DDA (défcit de atenção)e estava tomando ritalina. O novo neurologista pediu esta avaliação (entre outras) que constatou um QI de 141, mas ao final confirmou o défcit de atenção.
    Estamos um pouco perdidos por não sabermos como lidar com esta situação, pois há muito já sabíamos das habilidades dela, mas não sabemos como lidar com isto. Moramos em Curitiba e ela estuda no Marista Santa Maria que não parece ter nenhum programa específico para estes casos (vou investigar). De qualquer forma gostria d eparticipar do grupo para aprender um pouco mais e dividir experiências.

    ResponderExcluir
  15. Andréa. Me chame no facebook, para ser sua amiga e mande mensagem, para mim, se identificando que eu te insiro no grupo. Ou procure o grupo no face (não sei se vc vai achar).

    Temos no grupo, alguns casos de crianças superdotadas com TDAH.

    SUA FILHA continua tomando Ritalina ? Como está se saindo com ela ?

    Em Curitiba, procure o
    Em CURITIBA, vc tem o INODAP :

    Procure pela dra. Maria Lucia Sabatella e fale em meu nome ! Ela eh o papa em crianças superdotadas, autora do livro brilhante : Talento e Superdotação. Problema ou solução ?

    Fone : 3343-3448

    inodap@inodap.org.br, parqa lhe dar orientação no desenvolvimento e educação destas crianças e participar de grupos presenciais de pais de crianças superdotadas.

    Até mais !

    Claudia Hakim


    ResponderExcluir
  16. Boa Tarde,

    Suspeitamos ter uma filha superdotada, como teremos esta certeza? Fico no aguardo de uma resposta.

    Grato

    Guilherme Reis

    ResponderExcluir
  17. Olá, Guilherme. O ideal seria fazer uma avaliação com um psicólogo, psicopedagogo com formação em psicologia ou neuropsicólogo. De onde vc é ? Posso lhe indicar um lugar ou profissional que possa avaliá-lo ?

    Venha participar do grupo “Mãe de Crianças Superdotadas”, que eu tenho no facebook. Este grupo é destinado para os pais que procuram o melhor para o desenvolvimento do seu filho em todos os aspectos e também para os profissionais e pessoas quem possuem interesse, na área da superdotação
    https://www.facebook.com/groups/213399982041957/

    ResponderExcluir
  18. Boa noite ,

    Suspeito que meus dois filhos gêmeos tenham uma inteligência acima da média. Gostaria de saber quais os melhores centros no Brasil para fazer uma avaliação deles.
    Obrigada,
    Kátia

    ResponderExcluir
  19. Boa tarde Cláudia

    Sou de Recife.

    ResponderExcluir
  20. Entre em contato com o NAAH's de Recife (Nucleo de Atendimento as altas habilidades). Eles fazem um trabalho lindo com as criancas superdotadas e tem bons psicologos que podem avaliar suas filhas. Não ha necessidade de viajar para buscar orientacao e atendimento, que vc bem tera em sua cidade !

    No meu grupo do facebook, Mae de Crianças Superdotadas, tem algumas maes de Recife, que estao sendo muito bem atendidas pelo NAAH's. O Grupo eh fechado e privado, e as pessoas que não São membros do grupo não tem acesso as mensagens que ali São trocadas.

    O grupo eh composto de pais de crianças superdotadas, identificadas ou não, superdotados e pessoas interessadas no tema. Venha participar !

    No grupo, discutimos a educacao destas crianças e compartilhamos experiências, historias sobre os nossos filhos, situações na escola, no social delas, no emocional e nas suas relações familiares.

    Att.

    Claudia Hakim

    ResponderExcluir
  21. Bom dia. Urgente por favor. Meu nome é Henrique. Poderia por favor entrar em contato comigo? ricksimusen@hotmail.com. Um casal de amigos meu, tem um filho de 6 anos, mais precisam de ajuda para pois a criança é além da idade dela. Mais esta se perdendo toda a habilidade da criança. Com 2 anos ele começou a ler, aos 4 a escrever inclusive agora esta interessado em inglês e le algumas coisas em espanhol. O problema é que atividade física nada, só mental kkkkk. e computador então já domina mais que os pais.
    E eu não tenho facebook, é verdade. Mais copiei seu link e vou tentar, entrar em contato com você. Agradeço pela atenção.

    ResponderExcluir
  22. Olá Cláudia, sou de Belo Horizonte, tenho um filho com 8 anos que desde cedo demonstrava inteligência superior aos da sua idade. Com 1 ano e meio falava tudo e com pronúncia correta, aos 4 anos lia, aos 5 anos lia letra cursiva sem ninguém o ter ensinado.Quando mudamos de cidade, ele com 4 anos, a diretora da sua escola me disse que ele tinha alta percepção ao seu redor, para prestar atenção nele. Hoje aos 8 anos ele é chamado pelos próprios colegas de gênio da matemática. Sempre avaliado pelos professores com "raciocínio muito rápido" e facilidade em aprender. Ele estuda no Pitágoras, e o laboratório de Psicologia da Desenvolvimento Cognitivo e da Linguagem da UFMG fez uma pesquisa com crianças com déficit de aprendizagem, com facilidade ou atraso na aprendizagem na escola dele e ele foi escolhido, hoje recebi o relatório e seu QI pela Escala Wechler deu 144 total. Marquei uma reunião na escola, gostaria de um auxílio seu para colocar para saber como a escola poderia ajuda-lo. Já fiz uma solicitação no facebook "Mae de Crianças Superdotadas". Agradeço sua atenção.

    ResponderExcluir
  23. Ola, Ava. Vou te add no meu grupo do face. Que legal que vc conseguiu fazer a avaliacao dele pela UFMG ! Acho que vc poderia tentar com a escola um enriquecimento curricular nas materias que ele domina e , quem sabe, ela lhe permite assistir aulas de matematica nas series de cima.. Estas e outras propostas pedagogicas de atendimento a alunos superdotados estao previstas em Lei ! Se vc, ainda, assim, quiser, posso lhe indicar uma psicopedagoga com especializacao em altas habilidades ai em Belo Horizonte, que podera estudar um curriculo diferenciado para o seu filho adotar junto a escola dele !

    ResponderExcluir
  24. Interessante Cláudia, hoje conversando com a coordenadora pedagógica sugeri que meu filho assistisse aula de matemática nas séries acima. A coordenadora sugeriu que o colocasse na aula de xadrez. Foi marcada uma reunião entre eu, a coordenadora pedagógica, psicopedagoga da sua série e a professora. Tenho todas as dúvidas possíveis e imagináveis sobre o que fazer. Mas pelo que percebo é que a escola não está preparada para alunos superdotados. Isto me deixa muito insegura, por isso quero chegar com propostas. Qual é a lei que prevê o atendimento a alunos superdotados? tem algum artigo que fala dessa lei?

    ResponderExcluir
  25. Moro em Curitiba/PR e meu filho estuda na escola João Stival, de inicio a escola ficou apreensiva com o comportamento do meu Filho,ele tem Síndrome de Asperger, agora com uma tutora na sala para ajuda-lo a se socializar ...estou mais sossegada,ele passa com Fono, Psicologa e Neuropediatra,a Psicologa já esta terminando de passar nele o teste de Q.I,ai sim teremos um resultado exato. Sei o que essas mães passam,é difícil, as escolas não estão preparadas para receber esses anjos com suas habilidades.

    ResponderExcluir
  26. Olá Claúdia! Estou angustiada, meu filho sabe ler e hoje aos 3 anos conhece o alfabeto também em inglês, sem jamais ter frequentado escola alguma. Aqui no me estado não há escola especialista no caso, e por isso sinto que ele e eu sofreremos um bocado na vida acadêmica... preciso de orientação, estou agendando uma visita à uma psicopedagoga, embora saiba que apenas aos 6 anos esse diagnóstico será mais fidedigno. Como agir?

    ResponderExcluir
  27. Luciana. Não sofra por atencipação. Apenas saber o alfabeto não é indicativo de altas habilidades, apesar de ser um bom fator para desconfiança. Dá, sim , para se ter um diagnóstico mais preciso, antes dos 6 anos, entre 4 a 5 anos. De onde vc é ?

    De que mês e ano o seu filho é e, em qual série ele está na escola ?

    Venha participar do meu grupo do Facebook , Mãe de Crianças Superdotadas :
    http://www.facebook.com/groups/213399982041957/

    Este grupo é destinado para os pais que procuram o melhor para o desenvolvimento do seu filho em todos os aspectos e também para os profissionais e pessoas quem possuem interesse, na área da superdotação.

    Todos serão bem vindos. Não é necessário que você tenha um filho comprovadamente superdotado.
    O grupo é privado e fechado, para que as pessoas tenham mais liberdade de expressão, para que não tenham medo de tirar suas dúvidas e sofrer consequências ruins por isso.

    Minha intenção, no grupo, é divulgar notícias, informações, tirar dúvidas jurídicas ou dar a minha opinião sobre a minha experiência, enquanto consultora jurídica e escritora do Blog maedecriancassuperdotadas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiz o pedido para participar do grupo. Meu filho completou 10 anos este mês e está no 5o ano. (No maternal já teve que avançar um ano). Começou a ir mal na escola no final do ano passado, tirando notas baixas especialmente em matemática. Ao estudar com ele, tenho plena certeza que ele conhece perfeitamente a matéria. Na prova ou não respondeu as questões ou respondeu errado. Disse que ele sabe que sabe, que não precisa mostrar que sabe.
      Ele participa do Projeto Curumim, no Sesc, e fomos chamados por ele ser arrogante e não se misturar com outras crianças de escolas do bairro. Ao final da conversa, a Coordenadora nos pediu para prestarmos atenção pois ele tem características de ter inteligência acima da média, pois pontuou item a item os erros do Projeto do Sesc e isso gerou uma reunião e mudança nas atividades, pois ele estava certo. Ela disse que nunca teve uma criança como ele no projeto, que ele é especial.
      Na escola não aceitam nem a possibilidade dele precisar de mais estímulos, pois só presta atenção na primeira matéria nova, e fica "desatento" e "no mundo da lua" nas repetições. A professora de matemática confirmou que ele conhece toda a matéria muito bem e quando ela interage com ele diretamente ele faz tudo, faz certo e rápido.
      Comecei a ler mais detidamente sobre altas habilidades, pois até o momento eu sei que ele tem um pequeno diferencial, mas nada que o tire da média.
      Encontrei seu Blog e pedi para ser adicionada no seu grupo do Facebook. Tudo isso é novidade para mim. Até agora a habilidade de vocabulário e a esperteza de pensamentos e conclusões era algo normal, que ele vinha adquirindo por sermos assim em casa.
      Obrigada. Angela (SP).

      Excluir
    2. Olá, Angela. Acho que seria bom que o seu filho passasse por uma avaliação neuropsicológica para apurar a origem das habilidades e das dificuldades dele. A superdotação pode vir acompanhada de outras excepcionalidades, o que pode estar justificando a dificuldade dele na matemática. Ou seja, você precisa saber se ele é superdotado e se ele não apresenta alguma dificuldade de aprendizagem. Ademais, as crianças nascidas de Janeiro a Dezembro, no Estado de SP em 2004 hoje estão cursando o 5º ano do ensino fundamental, de forma que não considero que o seu filho tenha sido avançado de série. Ser tachado de desatento, estar no mundo da lua, ou recusa em fazer atividades, provas, ou demorar para responder a questão ou ter dificuldade de colocar no papel aquilo que se sabe está mais próximo de um déficit de atenção perantence ao quadro de TDAH, que pode co-existir com a superdotação. Então, ainda que o seu filho seja superdotado, ele pode também ter TDAH (com predomínio,no caso do seu filho de déficit de atenção) ou ainda ser asperger, dada a arrogância, a questão de acharem que ele fica no mundo da lua e parecer ser muito inteligente. Enfim, todas estas questões podem ser identificadas com uma boa avaliação neuropsicológica. Havendo interesse em que seu filho passe por uma avaliação, me avise que eu te indico uma boa neuropsicóloga, ok ?

      Excluir
  28. Boa noite Cláudia.
    Tenho um filho que fará 03 anos em alguns dias. Desde quando ele tinha um ano, já sabia todas as cores, números e formas. Quando completou dois anos, aprendeu todo o alfabeto. Eu nunca impus isso a ele, foi naturalmente. Ele sempre foi muito curioso. Me lembro que quando ia fazer um ano me perguntou: mama, qui ixu? Rss
    Nunca dei importância para isso. Ele entrou na escola esse ano, para começar no maternal I, mas a pedagoga da escola, me disse quen unca vira um bebe tão esperto e inteligente. Ela o passou para o maternal II. Passou uns meses e ela queria colocá-lo no PréI. Então eu achei de mais e não deixei. Uma amiga pediu que o levasse para fazer teste de QI, mas eu acho que é muita coisa para ele. Pode me ajudar, me dizendo se tenho mesmo que fazer isso? O vocabulário dele é super estendido.
    Obrigada.
    Abços,
    Cerle

    ResponderExcluir
  29. Olha, Cerle. A preocupação maior para se avaliar a criança é por conta da falta de atendimento que as escolas dão a estes alunos, ou por questoes emocionais que possam estar prejudicando a criança, para se descobrir a sua razão. Como me parece que o seu filho não tem nem uma, nem outra causa, não vejo porquê, realmente, avaliá-lo. Acho que vc está indo pelo caminho certo. Acelerar um ano é ok. Dois, já é demais.. ele acabou de fazer 3 anos, não precisa estar no Pré.. ao menos, por enquanto.. Se mais prá frente, vcs perceberem que ele está desmotivado e que emocionalmente ele vai acompanhar bem a turma dos mais velhos do que a série que ele hj está, aí vcs pensam nisso.

    Ainda que vcs quisessem avaliá-lo, não poderiam se valer, neste momento , dos testes de QI. Seria uma avaliação mais simples. Então, caso haja necessidade de avaliá-lo, melhor que ele seja mais velho. Importante ressaltar que a avaliação para saber se a criança tem altas habilidades/ superdotação não é feita somente através de testes de QI, mas, de outros testes e elementos que são considerados e avaliados para se chegar ä conclusão.

    Enquanto isto, venha participar do meu grupo do Facebook (Mãe de Crianças Superdotadas). Este grupo é destinado para os pais que procuram o melhor para o desenvolvimento do seu filho em todos os aspectos e também para os profissionais e pessoas quem possuem interesse, na área da superdotação.

    Todos serão bem vindos. Não é necessário que você tenha um filho comprovadamente superdotado.
    O grupo é secreto, para que as pessoas tenham mais liberdade de expressão, para que não tenham medo de tirar suas dúvidas e sofrer consequências ruins por isso.

    Minha intenção, no grupo, é divulgar notícias, informações, tirar dúvidas jurídicas ou dar a minha opinião sobre a minha experiência, enquanto consultora jurídica e escritora do Blog maedecriancassuperdotadas.blogspot.com.

    Também continue procure se informar a respeito (no meu blog, tem um artigo sobre os livros que eu indico para conhecer e lidar com estas crianças : http://maedecriancassuperdotadas.blogspot.com.br/2012/03/dicas-de-livros-para-saber-como-educar.html

    Atenciosamente,

    Claudia Hakim

    ResponderExcluir
  30. GOSTARIA DE SABER SE NA CIDADE DE CAMPINAS-SP TEM ESCOLAS E PROFISSIONAIS PARA AVALIAR E ACOMPANHAR CRIANÇAS OM ALTAS HABILIDADES/SUPERDOTAÇÃO.
    SONIA OLIVEIRA-EMAIL-SONIAAPOL@HOTMAIL.COM,FACE SONINHA OLIVEIRA-GUARUJÁ SP
    DESDE JÁ OBRIGADO PELAS INFORMAÇÕES..

    ResponderExcluir
  31. Soninha,

    Respondi suas dúvidas no e-mail que vc me indicou !

    Venha participar do meu grupo no facebook, chamado Mãe de Crianças Superdotadas !

    ResponderExcluir
  32. Olá! Claudia Hakim, Primeiramente, boa noite!
    Eu sou aluno do IFBa, Campus Valença, faço o curso de Lic. em Computação e estou pesquisando sobre o assunto de Super Dotação. Mas até o presente momento não conseguir identificar ou encontrar softwares voltadas para a inclusão ou para a formação de criança Super Dotadas, como percebi que você é uma profunda conhecedora do assunto, pensei que, talvez você tenha conhecimento e possa me ajudar nesta pesquisa e divulgação.
    Agradeço desde já por sua atenção.
    Meu nome é Wendeson França.
    Meu e-mail é : wendersonvca@hotmail.com

    ResponderExcluir
  33. Olá,
    A minha filha tem 6 anos e está terminando o 1º ano do ensino fundamental.
    Sempre no início do ano sou convidada a ir a escola e escuto dos orientadores que ela é "um pouco hiperativa", ou então sugerem que ela tem deficit de atenção.
    Somente no final do ano, quando ela já está mais adaptada conseguem perceber as qualidades dela.
    Eu fiquei um pouco frustrada neste ano, porque ela iniciou o ano sabendo ler e escrever e fazer contas e não deu um grande salto de aprendizagem na escola.
    Eu nunca fiz nenhuma avaliação para saber se ela é superdotada, fico um pouco apreensiva com relação a isso.
    O que posso dizer é que ela é uma criança diferente das outras. Além da inteligência, fazer contas rápidas de cabeça, ela é muito criativa, questiona tudo, não esquece nada, lembra fatos que ocorreram já há algum tempo. Ela tira conclusões que dificilmente vejo em outras crianças..estes dias ela parou pensou e me disse: mamãe vc sabia que ontem "o hoje" era o amanhã?
    Claro que existe o comportamento normal da criança, as travessuras, as birras, etc..mas ela possui uma característica que a difere das outras crianças, que é uma inocência. E me preocupo desde já com esta inocência, porque as crianças nesta idade já estão ficando maliciosas e ela se sente um pouco excluída.
    Eu gostaria de dar o melhor a ela, mas não quero que ela se sinta diferente.
    Gostaria de saber como posso identificar melhor os sinais de que ela é superdotada de uma forma menos subjetiva, que não dependa apenas da minha avaliação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Outras condições, além de eventual superdotação,podem estar acarretando este comportamento da sua filha aonde tb estão presentes tb uma excelente memória, inteligência ou habilidades acima da média, inocência, ingenuidade, birras, por isso, a melhor solução é que ela faça uma avaliação neuropsicológica, para detectar a causa de todo este comportamento, que lhe deixa angustiada e que a escola está a comentar. Me diga de onde vc é, que posso ver se conheço algum neuropsicólogo (o neuropsicólogo é um psicólogo com especialização - pós graduação - em neuropsicologia), para lhe indicar.

      Excluir
  34. Olá,
    Minha filha tem 6 anos, completa 7 dia 28/12.
    Fui orientada pela escola que ela cursou o pré1 (quando tinha 4 anos) a atrasá-la um ano, já que naquele momento ela apresentava pouco amadurecimento.
    Com 4 anos ela já tinha algumas habilidades diferentes das outras crianças, mas "mentia" para a professora. A professora fazia perguntas básicas...que cor é essa? qual é esta forma? que número é esse? E ela respondia sempre diferente, não porque não sabia, mas porque gostava de inventar. Cores, números e letras ela conhecia desde que aprendeu a falar (e isso foi com um ano e pouco).
    Ouvi muito das escolas que ela era hiperativa e tinha deficit de atenção. Fiquei bastante preocupada porque o pai (que é extremamente inteligente) apresenta um comportamento não usual, nunca teve o diagnóstico de deficit de atenção, mas certamente se encaixa no perfil.
    Conversei muito com ela e insisti para que ela parasse com as invenções, pois não parava por aí...ela inventava que tinha outro nome, os pais moravam em outra cidade...várias coisas e por mais absurdo que parecesse os professores acreditavam.
    Hoje em dia, ela não faz mais isso...conversamos bastante e combinei com ela que quando ela quisesse inventar avisaria: "agora é uma história inventada"...e tem dado certo. Mas observo que há pouca paciência das professoras para crianças assim. Ela questiona tudo e nunca esquece. Não consigo contentá-la dando uma explicação trivial e as vezes me vejo explicando com detalhes algum assunto que certamente outra criança não teria nenhum interesse. E quando ela questiona, ela tem paciência para ouvir a explicação. Se não é do interesse dela, provavelmente não vai ouvir.

    Eu sinto que ela é diferente das outras crianças, além da inteligência, ela possui uma inocência fora do comum para a idade. Algumas crianças já a excluem de brincadeiras, já possuem uma certa malícia e ela não. Mas, novamente, como ela é um pouco bagunceira e gosta de chamar a atenção, os professores não conseguem perceber isso nela.
    Nunca fiz nenhuma avaliação, tenho um pouco de receio de parecer uma mãe superprotetora, que deseja que o filho seja um gênio...na verdade só quero que ela se sinta bem e feliz...e as vezes não é isso que ocorre na escola.
    Gostaria de saber se existem métodos menos subjetivos para avaliá-la e que não dependam apenas da minha vivência e das minhas observações?
    Agradeço desde já.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sua filha já está numa idade ótima para ser avaliada. A avaliação se faz com um psicólogo com conhecimento na aplicação destes testes (não só de inteligëncia como de outros testes), neuropsicóloga ou psicopedagoga com formação em psicologia. De onde vc é ? Posso te indicar um lugar para que a sua filha seja avaliada.

      Excluir
    2. Outras condições, além de eventual superdotação,podem estar acarretando este comportamento da sua filha aonde tb estão presentes tb uma excelente memória, inteligência ou habilidades acima da média, inocência, ingenuidade, birras, por isso, a melhor solução é que ela faça uma avaliação neuropsicológica, para detectar a causa de todo este comportamento, que lhe deixa angustiada e que a escola está a comentar. Me diga de onde vc é, que posso ver se conheço algum neuropsicólogo (o neuropsicólogo é um psicólogo com especialização - pós graduação - em neuropsicologia), para lhe indicar.

      Excluir
  35. Olá Cláudia.
    Sou Elisângela, mãe de um menino de 4 anos. Ele é muito inteligente e esperto, não acima da média, pelo menos eu acho, mas em compensação as habilidades físicas dele são impressionantes. Observei q todos os relatos aqui são em relação a inteligência e não em relação a outras habilidades. Pois bem, meu filho é diferenciado no desenvolvimento físico, sem ao menos eu incentivá-lo, nem esporte ele pratica pq moramos numa cidade do interior da Bahia onde não tenho acesso a isso. Em fim, ouvi uma certa vez, sem prestar muita atenção, uma reportagem no globo repórter onde falava de uma escola no RJ, acho q uma ONG, onde eles captavam alunos da rede pública com diversas habilidades. Crianças com habilidades para desenho, música, artes, esporte, foi aí q me atentei para o diferencial do meu filho. Então gostaria de saber algo a respeito disso, se tem algum local q possa avaliá-lo. Fico pensando q posso está subestimando o talento dele e q direcionando para atividade ou atividades certas posso ajudá-lo de alguma forma, pq estou disposta a isso.
    Obrigada.
    meu email: elisangela.sds75@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não existe lugar que faça este tipo de avaliação Para talentos cinestesicos corporais. O ideal é coloca-lo num esporte que ele se identifique.

      Excluir
  36. Olá Cláudia.
    Sou mãe de um menino de 4 anos, muito esperto, inteligente e com habilidades físicas surpreendentes (força, destreza, precisão, flexibilidade, agilidade), parece um mini adulto e isso sem nenhum treinamento, de nenhuma maneira. Bem, percebi q os comentários aqui são voltados para QI, principalmente; não q meu filho não seja inteligente, aliás sempre achei ele diferenciado em relação as outras crianças da idade dele, mas não é esse o q mais chama a atenção nele. Ouvi uma reportagem na globo, sem prestar muita atenção, q tem uma ONG no RJ especializada em captar crianças superdotadas da rede pública de ensino, com diversas habilidades, como artes, ciências, matemática, habilidades físicas, em fim, tudo q fosse diferenciado neles em relação as crianças da mesma idade; foi aí q me atentei para o diferencial do meu filho. Gostaria de saber de vc se há alguma forma para meu filho ser avaliado, assim como há os testes de QI, se há algum método de avaliação para outras habilidades e locais especializados nisso. Moro numa cidade do interior da Bahia, onde o acesso é um pouco complicado, mas estou disposta a ir onde for preciso, desde q seja para ajudar o meu filho, para q essas habilidades não sejam subestimadas.
    Desde já agradeço.
    email: elisangela.sds75@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando a superdotacao ou o talento se verifica na área cinestésica corporal , que é a área dos esportes, a melhor forma de se avaliar o talento da pessoa é na atividade esportiva competitiva e os resultados que a criança irá apresentar. Não há locais especializados para se fazer este tipo de avaliação, tal como se faz na área intelectual. Sugiro que vc o coloque e o incentivo em algum esporte de preferência dele. Na Bahia não existem profissionais capacitados para fazer avaliação na área intelectual, muito menos gratuitamente, na rede pública.

      Excluir
  37. Boa noite, Claudia! Gostaria de uma indicacao de onde posso levar minha filha para fazer a avaliacao, pois desde os seus 18 meses ela apresenta uma inteligencia acima da media. No inicio desse ano fui procurar uma neuropsicologa mas o valor cobrado estava muito acima do meu orcamento. Este esta sendo o primeiro ano dela na escolinha, e ja no terceiro dia vem demonstrando desinteresse, ela diz que la "nao tem o que fazer" "ta chato". Sou de Campinas-SP! Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, JAqueline. Quantos anos ela está agora ? De pendendo da idade, o profissional nem avalia. De que mês e ano ela é ? Se ela tiver nascido depois de 30/6 ou, dependendo da cidade que vc morar, 31/3, ela pode estar entediada, por conta da data corte.

      Excluir
    2. Claudia, hoje ela esta com 3 anos, nasceu a 24 de novembro de 2010. Moro em Campinas!

      Excluir
  38. Seu filho ainda é novo para passar por uma avaliação mais completa para saber se ele tem altas habilidades. Ele pose estar desmotivado com s escola, o5r conta da data corte. Se vc tiver interesse de obter informações para entrar com mandado de segurança para que tente colocá -lo na Série seguinte, me escreva : claudiahakim@uol.com.br, que eu te indicarei uma psicopedagoga, aqui em SP, que fará uma avaliação nele e vc pode tentar o mandado.

    ResponderExcluir
  39. Olá! Moro em Salvador e gostaria de saber onde posso levar a minha filha de 10 anos para fazer um teste de QI.
    Obrigada

    Vera Virgens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vera Virgens, escreva para o meu e-mail, que lhe indicarei uma neuropsicologa, ai em Salvador para avaliar a sua filha.

      Excluir
  40. E venha participar do meu grupo do face, o Mãe de Crianças Superdotadas !

    ResponderExcluir
  41. Existe um lugar que faça o teste para definir o grau de conhecimento da criança e definir se ela é superdotada?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, DaCuca.Existe. Escreva para o meu e-mail : claudiahakim@uol.com.br , e me diga de onde vc é e em que mês e ano nasceu a criança, que, conforme for, eu posso indicar um avaliador, se for isto que vc estiver perguntando. Se vc só quiser saber se existe um lugar para fazer este teste são os psicólogos (e somente eles) que podem aplicar os testes de inteligência. RECOMENDO um que tenha especialização em neuropsicologia.

      Excluir
  42. Olá!
    Minha neta tem apenas dois anos conta até 10, fala o alfabeto, se interessa muito por animais e insetos, entende algumas coisas fala e canta em inglês, faz desenhos arredondados como Mikey, pessoas com dentes orelhas, olhos, pernas e braços,
    Mexe no celular perfeitamente à procura de seus jogos preferidos, brinca com seus bichinhos de pelúcia como se fossem fantoches e fala perfeitamente.
    Moro em Atibaia e esta matriculada em uma escola em Bragança Paulista começou no maternal l l onde, acompanhava perfeitamente. E tempo depois foi transferida para o maternal l comunicando a mãe depois de transferi-la alegando que o Mec não havia aceitado. Não havia crianças para o maternal l no começo do ano e quando apareceram os gêmeos para o maternal l sua mãe questionou porque só havia suas crianças naquela série a coordenadora disse que tinha uma menina no maternal l trocando-a de sala e nos avisando depois de trocá-la. A criança teve uma regressão voltando às fraldas, falava como bebê e pedia chupeta coisa que não usa chupa dedo.
    Gostaria muito de orientação.
    OBG

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sugiro a mudança de escola, para uma que aceite matriculá-la na séie desejada e que tenha mais alunos. Caso a escola se recuse a matriculá-la na série desejada você pode ingressar com ação judicial para tentar a matrícula na série em questão.

      Excluir
  43. Meu filho foi avaliado pelo psicólogo da secretaria de educação de Maracajá sc,onde resido e foi constatado q ele tem grandes indícios de ser superdotado,porém ele não tem material suficiente para ter um diagnostico mais preciso.Ele encaminhou para Florianópolis,mas vai demorar pois tem fila de espera.Meu filho tem 7 anos e está no 2ºano,o que mais posso fazer?Será q existe alguma escola especializada por aqui?Não tenho condições de pagar uma escola particular,aí não sei o q posso fazer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não existem escolasespecializadasnem aí praticamenteno resto do Brasil.vocêteráque complamentar a.formação de me por conta própria,como.a maioria.dos pais do Brasil fazem.

      Excluir
  44. Bom dia Claudia. Meu filho está com 05 anos hoje. Começou a ler com 02 anos e a escrever com 4 anos. Aos 3 anos a UFMG fez um teste nele e confirmou leitura fluente de criança de 12 anos e foi diagnosticado como Altas Habilidades. Ele nunca gostou de colorir, tem habilidades com informática, gosto de música e tem interesse por linguas estrangeiras. No ano passado mudamos ele de escola por indicação de uma psicopedagoga, no entanto a falta de interesse pelas atividades da escola continua também na escola atual. A pedido dele matriculamos ele na Cultura Inglesa, mas também já perdeu o interesse porque as atividades são mais lúdicas e de colorir. Solicitei adiantá-lo com turmas maiores, mas a escola não aconselhou porque ele ainda não está pronto emocionalmente para aprofundar na língua. O ano que vem ele começa o Ensino Fundamental e estou hiper preocupada onde matriculá-lo. Vc pode nos ajudar ? Somos de Belo Horizonte ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Malu, me escreva : claudiahakim@uol.com.br e me procure no face, que eu vou te colocar em contato com uma mãe bem legal daí de Belo Horizonte, que tem filho superdotado da idade do seu filho, que também vai pro ensino fundamental no ano que vem e poderá lhe dar excelentes dicas, pois ela está super por dentro das escolas de Belo Horizonte. Quando me escrever, me diga mês e ano de nascimento do seu filho, ok ? Ah.. e venha participar, também, do meu grupo do facebook, Mãe de Crianças Superdotadas.

      Excluir
  45. Oi eu tenho filho de 3 anos ele e muito inteligente sabe ler e contar ,saber a data e os mes de aniversario de quase toda a familia.sabe todos os mes do ano e todos os dia das semana conhecer os sinais de. + - = .
    .vou ele no psicologo segunda feira .mais eu quero que voçes me enforme se tem uma escola especializada para meu filho em maraba -para. Ass: Daianejovita@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Daine, Como eu escrevi, no início do post : "No Brasil existem raríssimas escolas que segregam (separam) as crianças superdotadas somente entre elas. Duas delas estão elencadas aqui abaixo. As outras são escolas mais indicadas para alunos com perfil acadêmico mais desenvolvido e que foram dicas de pais de crianças superdotadas que fazem parte do meu grupo do facebook, Mãe de Crianças Superdotadas". Isto quer dizer que praticamente não existem escolas para superdotados no Brasil e não conheço nenhuma em Marabá para te indicar. Primeiramente, veja se o seu filho é superdotado ou se apresenta outra condição que justifique o interesse dele por letras, números ou datas de aniversário, pois existem outras condições, que não necessariamente a superdotação que acarretam estes interesses que você escreveu. Boa Sorte na sua consulta !

      Excluir
    2. Olá Daiane, como eu disse no começo do texto : "No Brasil existem raríssimas escolas que segregam (separam) as crianças superdotadas somente entre elas. Duas delas estão elencadas aqui abaixo. As outras são escolas mais indicadas para alunos com perfil acadêmico mais desenvolvido e que foram dicas de pais de crianças superdotadas que fazem parte do meu grupo do facebook, Mãe de Crianças Superdotadas.". Isto quer dizer que não existem escolas especializadas no Brasil e nao conheço nenhuma em Marabá. Primeiramente, veja quais são as reais necessidades de seu filho, junto ao psicólogo que o atenderá, pois existem outras condições, além da superdotação que podem desencadear este interesse precoce por letras, números, matemática e datas de aniversário e que não necessariamente representa a superdotação. Boa Sorte na sua consulta !

      Excluir
  46. Boa tarde, Cláudia.
    Minha filha é muito boa em leitura, chega a ler um livro de 300 páginas em 2 semanas. Leu 9 livros em menos de 3 meses e todos com bastante conteúdo. Inclusive alguns de leitura obrigatória para o sexto ano, sendo que ela tem 8 anos e está no 3º ano.
    Ela ainda enfrenta problemas na escola, pois termina as atividades antes de todo mundo e por óbvio não consegue ficar quieta esperando os outros terminarem. Resultado: bilhetes dizendo que ela atrapalha a aula.
    Os temas de casa ela faz em menos de 10 minutos e as vezes faz na fila antes de entrar para a sala do judô. Ainda, ela se cansa dos temas porque acha fáceis demais.
    Conheces alguém aqui em Porto Alegre-RS que poderia fazer uma avaliação na minha filha e assim me orientar de como lidar com ela neste aspecto?
    Agradeço desde já a atenção despendida.
    Att,
    Polliana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poliana, escreva pra mim : claudiahakim@uol.com.br, que eu te indico o profissional, na sua cidade.

      Excluir
    2. ola claudia!
      sou de salvador Ba,gostaria de saber onde faço esta avaliação aqui.e se tem alguma escola especializada aqui.
      grata
      karin

      Excluir
    3. ola claudia!
      sou de salvador gostaria de saber onde façoa esta avaliação aqui.se existir?
      e se existe aqui alguma escola especializada para superdotados em salvador?
      grata
      karin

      Excluir
    4. Olá, Karin. Não existe escola especializada para superdotados em Salvador e praticamente não existe uma escola assim no Brasil. O que existe são as salas de recursos ou os NAAH´S (Núcleo de Atividades às Altas Habilidades), que na Bahia está desativado.. Escreva prá mim, que eu te indico profissionais para fazer a avaliação desejada : claudiahakim@uol.com.br

      Excluir
  47. Olá! Estou a um tempo na peregrinação com meu Miguel, já fui a psicopedagoga que o avaliou acima da média, ele aos dois anos já lia, hoje com 4 anos e meio ele lê melhor do que uma criança de 10, ele faz tropeços em palavras de pouco uso, mais logo quer saber o seu significado, memoriza trajetos, basta ir lá uma fez , e isso ele faz de muito pequeno, no berçário fui chamada para tomar conhecimento das habilidades com a leitura e a boa memoria, no ano seguinte a escola me chamou para conversar com psicóloga , mais desde o inicio do ano ele se encontra muito agitado e tenho muitas reclamações na escola do seu comportamento, ele faz esportes, e é extremamente curioso com tudo, agora estou estudando o sistema solar, pois foi sua ultima curiosidade, e a desenvoltura na linguagem, emprega perfeitamente os verbos , os pronomes, me assusto com o conteúdo do seu vocabulário , sei que ele é muito inteligente, bem acima da media, assim diagnosticou a psicopedagoga . Mais tenho muito medo do seu comportamento, não quero que ele perca o interesse na escola e não sei como agir, gostaria de uma orientação? devo levar a um psicólogo ? ou mais atividades esportivas? Na escola a professora o coloca para ser o leitor da turma, todas as historinhas e ele quem lê , para ficar mais calmo!!!
    elainecosta162@gmail.com
    GRATA E PARABÉNS PELA INICIATIVA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Elaine. De qual cidade e Estado você é ? Achoq ue o ponto de partida , no caso do seu filho, é uma avaliação neuropsicológica para apurar se, de fato seu filho é superdotado, se ele é só precoce ou se tem outra condição além de eventual SD, porque uma pessoa pode ser superdotada e também ser hiperativa, por exemplo. Ou ser superdotada e ter Asperger, ou ser somente Asperger e não ser superdotada e todas estas condições apresentam características que podem se confundir em seu relato. Por isso que é importante uma avaliação neuropsicológica. Dependendo de onde você for, posso te indicar um profissional para avaliá-la.

      Excluir
  48. Olá, Claudia

    Gostaria de saber se existe aqui em campinas, sp, uma escola para superdotados.

    Obrigada
    Adriana

    ResponderExcluir
  49. Boa noite!
    Sou Andréia,da cidade de Curitiba, mãe do Rian.
    Depois de algumas insistencias na escolar olevei no psicólogo que deu o seguinte resultado:
    •Organização perceptual: 134
    •inteligencia total: 119
    •compreensão verbal: 106
    •memória operacional: 106
    •velocidade de processamento: 108.

    O problema é que a primeira escola que era particular chegou a convidar ele para sair alegando que não tinha capacidade para atendê-lo.
    A segunda escola calou-se por um ano e agora percebeu algo. Porém dá para notar o desleixo. Até para fazer o questionamento escolar para o psicólogo fez correndo sem justificativas para as respostas "depende".
    É muito difícil e já chorei muito por causa do tratamento indiferente por parte das equipes de professores e pedagogos que parecem que querem inibir o potencial da criança. Apesar de serem escolas caras, O método de estudo para ele é cansativo e desmotivador, pois não tem paciencia para ficar sentado e recebendo explicações demoradas,
    Se tiver alguma indicação do que fazer eu agradeço, pois não quero que meu filho sofra as consequencias mais tarde com faculdade e sociedade. Não quero que ele seja desmotivado,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Andréia,Vi os resultados que vc apresentou do WISC do seu filho e ele só apresenta habilidades muito superior em somente um dos subtestes avaliados. A inteligência total dele não é compatível com superdotação, a não ser que ele tenha feito outro teste que tenha demonstrado isso. Nos demais, as habilidades dele estão na média. O QI total dele não é de SD e existe uma grande discrepância entre o QI verbal e o executivo dele, indicativo da existência de algum transtorno, que eu sugiro que seja averiguado por um neuropsicólogo e talvez explicará os comportamentos que levaram as escolas a convidá-los a sair delas.. Então, antes de se pensar em qual escola colocar, sugiro que ele faça uma avaliação neuropsicólogica , para que se apure eventuais condições a justificar a discrepância dos subtestes do WISC dele. Você pode encontrar as respostas que procura, através desta avaliação.

      Excluir
  50. Boa noite Claudia Hakim,

    É um prestigio quando nos certificamos que há pessoas que possuem uma gama de conhecimento sobre o tema Superdotação/altas habilidades e que compartilha suas experiencias, a fim de promover o melhor acompanhamento para essas pessoas, parabéns pelo Blog Mãe de Crianças Superdotadas.
    Claudia meu nome é Jeniffer sou estudante de Pedagogia nas dependências da Faculdade Sumaré em São Paulo, SP, todo semestre trabalhamos em um Projeto Profissional Interdisciplinar e neste ano letivo nossa tema é justamente a inclusão de SD. Durante nossas buscas percebemos aqui em São Paulo grande dificuldade na identificação e atendimento dessas crianças e a pouca orientação dos profissionais da educação diante do caso. Infelizmente não conseguimos suprir a atenção que o estudo demanda devido as poucas possibilidades e tempo que temos para nos informar. Recentemente realizamos uma entrevista no Colégio Objetivo com uma das coordenadoras do Programa POIT, foi muito enriquecedor as informações ali coletadas, entretanto não o suficiente como observado.
    Gostaríamos se possível uma pequena contribuição ou orientação referente o tema SD, deste modo elaboramos 7 questões com o proposito de desvincilhar e esclarecer hipóteses levantadas em nosso projeto sobre o SD. Claudia você poderia fazer a gentileza de responder essas questões, que não só perpetuam em nossa vida acadêmica, mas que de modo geral contribui significativamente como cidadães e para o blog?

    Atenciosamente,
    Jeniffer A do Nascimento
    São Paulo, SP.

    ResponderExcluir
  51. Boa noite! Eu tenho um filho de 5 anos que aprendeu a ler sozinho, desde os 2 anos ele demonstrou que possui dom para memorizaçao, aprendeu as marcas de carro sozinho. Moro em uberlandia e nao sei onde posso buscar ajuda.Pode me ajudar? Envie e-mail por favor para fgsouza2000@yahoo.com.br.Obrigada.

    ResponderExcluir
  52. Eu acrescento aqui também mais um, do Rio de Janeiro: o INSTITUTO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL HELENA ANTIPOFF, da Secretaria Municipal de Educação da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, que também lida com SUPERDOTADOS.

    ResponderExcluir
  53. Ola Dra Claudia. Minha filha tem 1 ano e 8 meses e percebo q ela tem uma facilidade de falar palavras corretamente inclusive repete tudo o q vc fala em questao d segundos. Ela ja pega em lapis e faz alguns rabiscos,mexe no celular, canta musicas q ouve,danca paasos q ve na televisao,desliga o computador entre outras coisas q acho anormal para outras criancas da idade dela. Consegue assimilar e entender as coisas q falamos. Gostaria d saber como posso estimular ainda mais e fazer algum teste para saber se ela pod ser super dotada? Moro em Niteroi RJ.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nesta idade não exigem testes de QI para indicar superdotacão, porém se você notar problemas ou se houverem queixas no desenvolvimento dela, entre em contato comigo que lhe indicarei profissionais para observarem ela. Na verdade, muito do que ela fez que você nos contou é normal para esta fixa etária dela, comparando com as crianças desta nova geração. O importante ,nesta idade que ela está, é investir no social, brincadeiras que estimulem as habilidades motoras, lúdicos, ao ar livre .Ainda é cedo para se pensar em estímulos cognitivos, nesta fase em que outras habilidades merecem maior atenção. Se houverem queixas no desenvolvimento dela, entre em contato comigo : claudiahakim@uol.com.br

      Excluir
  54. Olá Dra. Claudia. Por favor onde poderia encaminhar meu filho que hoje tem 9 anos para realizar o teste para avaliar se ele tem habilidades de super dotado.
    Moro em Ilhéus/Ba.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pejota, me escreva : claudiahakim@uol.com.br, que eu te indico profissionais que conheço, mas em Salvador, ok ?

      Excluir
  55. Ola tudo bem? Recebemos hoje eu e minha mae o resultado do meu irmao q tm 11anos a psicóloga falou q o teste dele deu QI de 190 e q pode ser ate mais, somos de curitiba e ficamos ate meio perdidas com esse resultado sabiamos q ele era esperto rs mas n temos condiçoes de pagar um colegio particular vc teria alguma dica ou orientaçao? Ate pq ele nao tem amigos ficamos preocupadas cm ele e sem saber o q fazer att. Camila (cami.mdesouza@gmail.com)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MT. Me desculpe. É impossível que o resultado do teste de QI do seu filho tenha dado 190. Deve ficar perdida mesmo com este resultado, pois os testes brasileiros só vão até 160 e é impossível que alguém pontue mais do que o teto permitido. Algo está errado na sua resposta. Se ele não tem amigos, é bom averiguar a possibilidade dele ter a sindrome de asperger, que pode vir com ou sem a superdotação. Você deve procurar uma neuropsicóloga e psiquiatra ou neuropediatra para maiores orientações. Em Curitiba tem as salas de recursos que seu filho pode frequentar : Em Curitiba, a sala de recursos funciona dentro do INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DO PARANÁ e atende 75 estudantes oriundos da rede pública e particular de ensino, os quais, de acordo com o interesse, participam de grupos literários, artísticos ou de pesquisas cientificas. O trabalho com os alunos é ministrado pelas professoras Denise Matos e Paula Sakaguti. As educadoras são especialistas em educacional especial com ênfase em altas habilidades/superdotação, mestrandas em Educação e secretárias do Conselho Brasileiro Para Superdotação.

      INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DO PARANÁ

      Endereço: Rua Emiliano Perneta, 92
      Complemento: Instituto de Educação Professor Erasmo Pilloto
      Bairro: Centro - Cep: 80010050
      Cidade: Curitiba-PR
      Clique aqui e veja detalhes de COMO CHEGAR.
      Telefone: (41) 3223-7462

      E para avaliação mais precisa, também gratuitamente, entre em contato com o Grupo de supervisão da Faculdade Dom Bosco - clínica escola de psicologia, fone 41-em avaliação Neuropsicológica ... Lá são feitas avaliações com valores "simbólicos"
      Faculdade Dom Bosco - clínica escola de psicologia, fone 41-32135227

      Excluir
  56. Bom Dia... sou de Londrina PR., sou mãe se trigêmeos... e em especial tem o meu filho... Gregório de 5 anos.... ele já sabe ler, termina sua tarefa antes dos amiguinhos.... entende tudo de Internet, celular.... poderia me dizer se tem em minha cidade alguma escola ou profissional para me orientar. Desde já agradeço a atenção...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elzita, entre em contato com o Naahs de Londrina . Caso eles não te atendam, entre em contato comigo que eu te indico profissional para avaliar e orientar seu filho : claudiahakim@uol.com.br

      Excluir
    2. Elzita, entre em contato com o Naahs de Londrina . Caso eles não te atendam, entre em contato comigo que eu te indico profissional para avaliar e orientar seu filho : claudiahakim@uol.com.br

      Excluir
    3. Oi Claudia. Muito importante este apoio. Meu filho tem 9 anos e descobrimos AH aos 6. Mas não consigo apoio das escolas. Quando me chamam é pra dizer que ele incomoda: cantarola, fica no mundo da lua... Tem ótimas notas. Mas tenho medo que ele cresça isolado. Moramos no Butantã em SP. Pode nos ajudar?

      Excluir
    4. Claudia; dependendo de quem fez a avaliação de seu filho e o tipo de profissional, é possível que a avaliação não tenha considerado todos os aspectos do desenvolvimento e comportamento de seu filho. Acho que o ponto de partida para a ajuda , seria verificar a avaliação feita, para saber se não é o caso de encaminhar para uma avaliação neuropsicologica, que é bem mais confiável, diante das queixas que você me traz da escola. É preciso trabalhar em cima das queixas para saber a origem delas. Dependendo do lugar que a avaliação foi feito, eu nem considero o resultado. Caso queira uma consultoria neste sentido, me escreva, que eu lhe passo meus honorários : claudia

      Excluir
  57. Oi Claudia. Parabéns pelo blog. Moramos no Butantã SP. Tenho dois filhos. O mais velho tem AH. Descobrimos aos 6. Não conseguimos apoio nas escolas. Quando me chamam é pra reclamar que ele incomoda: cantarola, fica no mundo da lua, etc. Acho que precisamos de apoio profissional. Tenho medo que ele vá se isolando. Bjs

    ResponderExcluir
  58. Muito legal, você poderia me indicar algum profissional para me ajudar a melhorar o comportamento/maturidade. Moramos no Butantã SP e meu filho tem 10.

    ResponderExcluir
  59. Obrigada pela sua atenção. Fiz avaliação na APAHSD fica na República do Iraque. SP.

    ResponderExcluir
  60. Claudia, era justamente este o meu receio. Conheço, sim, a Apashd . Sugiro nova avaliação e desta vez, que seja feita com uma neuropsicologa. Provavelmente, não foi feitá avaliação neuropsicologica, que é imprescindível no caso do seu filho . Se quiser indicação de profissional que faça esre tipo de avaliação, posso lhe indicar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me escreva que te indicareu um profissional competente. De tudo o que já ouvi aqui no blog, no meu grupo do face e no Instituto do qual sou membro Fundadora, posso te assegurar que seu filho precisará de uma nova avaliação : claudiahakim@uol.com.br

      Excluir
  61. Oi Cláudia! Parabéns pelo blog, tem sido muito útil! Tenho um menino de 7 anos, este ano a professora junto com a coordenação do colégio pediu que fizéssemos uma avaliação junto a uma psicopedagoga indicada pelo mesmo. Fizemos o teste, ele foi classificado como AH. Mas quando levei a devolutiva com o laudo o colégio simplesmente falou que meu filho não precisa de nenhum estímulo extra. Que ele é normal , precisando de acompanhamento psicológico pra ansiedade. E só! Voltei a psicopedagoga que ficou chocada com a resposta do colégio, me orientando com as leis existentes... Moramos em Guaratinguetá, SP. Não quero troca-lo de colégio... Você pode me dar alguma orientação neste sentido? Meu email é rosiane.mas12@hotmail.com. Muito obrigada!

    ResponderExcluir
  62. Oi Cláudia! Parabéns pelo blog, tem me ajudado muito! Meu filho de 7 anos foi encaminhado (pela professora e colégio) para um teste junto a uma psicopedagoga indicada pelo colégio. Quando levei o laudo com o resultado de AH, a diretora me informou que ele só precisaria de um psicólogo pra tratar de ansiedade. Que o colégio já faz tudo oque é certo. Nossa conversa parou por ai, porque fiquei frustrada com a resposta deles. Na turma do meu filho tem uma aluna com TDA e eu tenho visto o empenho deles para que haja sua inclusão. Não quero troca-lo e colégio, mas preciso de uma orientação neste sentido. Moro em Guaratinguetá, SP. Meu email é rosiane. mas12@hotmail.com. Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rosiane, para lhe dar orientações cobrarei o valor da consulta. caso tenha interesse na contratação da consulta, me escreva : claudiahakim@uol.com.br

      Excluir
  63. Boa tarde!
    Gostaria de saber se em Belo Horizonte existe alguma escola ou clinica para esta me orientando com relação ao meu filho, que tem 05 anos e percebemos que é muito esperto e inteligente. Inclusive nas duas escolas que já passou, fomos chamados para conversar a respeito. Quanto a escola que vc indicou no blog, site fora do ar, e não encontro nada a respeito.
    Obrigada pela sua contribuição.
    Nádia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Nadia.

      Professores que identifiquem sinais de superdotação e altas habilidades em seus alunos podem entrar em contato com o LABORATÓRIO DE AVALIAÇÃO DAS DIFERENÇAS INDIVIDUAIS (LADI), do DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA DA FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS (FAFICH), para agendar sessões gratuitas de avaliação e diagnóstico.

      Entre os sinais de superdotação, destacam-se alfabetização precoce, vocabulário rico e extenso, habilidade em cálculos muito acima da média, diferença significativa de desempenho escolar entre a criança e seus pares e extrema curiosidade.

      Para agendar a avaliação, que ocorre durante quatro ou cinco encontros (um por semana), é necessária a autorização dos responsáveis pelo aluno. Todo o processo é gratuito e pode ser solicitado pelos telefones (31) 3409-6285 e (31) 9269-5204 ou pelo e-mail altashabilidadesufmg@gmail.com. As sessões são realizadas no Serviço de Psicologia Aplicada (SPA), localizado na Fafich.
      Se precisar ou quiser indicação de profissionais que fazem este tipo de avaliação particular, me avise. E, venha participar do meu grupo no Facebook, Mãe de Crianças Superdotadas !

      Atenciosamente,

      Claudia Hakim

      Excluir
  64. Bom dia!

    Estou cursando uma especialização em Altas Habilidades/Superdotação. Percebi que uma das dificuldades é a aceleração no momento de entrada na faculdade. Em seis links de reportagens ficou evidente que todos precisaram recorrer à Justiça a fim de conseguirem se matricular. Infelizmente, uma aluna de Naviraí-MS não obteve sucesso. Não é possível, à distância, pensar em AH/Superdotação, mas percebo que o processo de aceleração previsto em LDB é muito complicado. Algumas perguntas: Existe alguma associação de pais e advogados que lide com este problema específico, aceleração nos estudos? Os tribunais do MS decidiram 3 casos de forma diferente em relação ao documento para entrar na faculdade, como é possível criar jurisprudência numa situação dessas? Muito obrigado por sua atenção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, você pegou bem o espírito do que é ter um filho superdotado que precise ser acelerado no Brasil. Não nos faltam leis para amparar o direito do aluno superdotado em ser acelerado de série. Porém, na prática é outra coisa. Os pais destes alunos (inclusive isto aconteceu comigo, com os meus dois filhos !1!) encontram muitas barreiras e resistiências para terem seus filhos acelerados. Já obtive vários êxitos em meus processos judiciais. Eu sou advogada, atuo na área educacional e um dos meus maiores domínio dentro da advocacia é a aceleração de série para alunos superdotados. Tenho, também, várias jurisprudências sobre esta matéria que são do acervo do meu escritório. Se você for advogado e atuar na área, saberá os caminhos para se criar jurisprudências como as que eu criei.

      Excluir
  65. Boa tarde, minha filha de 4 anos foi detectada como provavel altas (pois o diagnostico definitivo só dá aos 7 anos) moro em brasilia e gostaria de saber se existe algum colegio particular que tem um trabalho mais direcionado apra esse publico e de preferencia que de bolsa de estudos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem em Brasília colegio que dê bolsa pelo fato de ser superdotado. O colégio que começo que tem um trabalho diferenciado em Brasília é a BIS Mas, vocês têm a sala de recursos que ela poderá frequentar no contra turno da escola .

      Excluir
  66. boa noite claudia peço sua ajuda, minha filha tem 5 anos faz 6 em junho e passou para o segundo ano fundamental. ela faz conta de somar, soma de dois em dois até 2000, lê, escreve, mais sinto que ela quer mais. a escola que ela estuda tentam mais ficam presos a grade de ensino. gostaria de ajudá la mais mais nosso financeiro é um pouco limitado. vc poderia indicar aqui no rio de janeiro alguma instituição que eu pudesse levar para ser avaliada mais que tivesse talvez bolsa de estudo? desculpe mais preciso de ajuda. obrigado meu nome é estela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para avaliação, posso te indicar uma neuropsicologa, se quiser. Mas, é paga. Procure o Instituto Lecca, que ajuda os alunos com grande potencial acadêmico a conseguir bolsa de estudos em boas escolas daí do RJ.

      Excluir
  67. Boa noite Claudia, meu nome é Magnólia, moro em Paulista PE, tenho um filho de oito anos diagnosticado com Autismo Infantil, mas aproximado da Síndrome de Asperger. Desde muito cedo percebi que era diferente, tenho mais duas filhas, e quase todo o comportamento dele era diferente. Ele aprendeu a ler sozinho aos 4 anos com a ajuda de um computador, nesta mesma época começou o interesse pelo inglês, adora tudo que a informatica pode proporcionar e ultimamente, despertou o interesse por carros. O fato é que ele estuda numa escola municipal aqui de bairro, mas sinto que ela não tem muito a oferecer. Prova disso a resistência dele em ir pra aula. Por essa razão, o grande número de faltas. Gostaria de fazer algo pelo meu filho, sinto que ele tem muito pra oferecer. O que você me sugere?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o ALUNO com altas habilidades tem direito á Educação Especial. Faça um requerimento diretamente na Secretria de Educação, solicitando participação do seu filho em sala de recursos que possa atender às necessidades educacionais dele. Entre em contato com o NAAHS de Recife (Núcleo de Altas Habilidades )que poderá lhe indicar profissionais para avaliar e eles mesmos trabalharem com sseu filho, em caso de altas habilidades apresentadas :

      http://naahsrecife2011.blogspot.com.br/p/equipe-multidisciplinar.html (Núcleo de Atividades de Altas Habilidades / Superdotação - NAAH/S

      Estrada do Arraial, nº 4744 - Casa Amarela. Recife, Pernambuco. Fone (81) 3355.6904

      Para entrar em contato ligue (81) 3232.4497 ou escreva para o e-mail naahsrecife@gmail.com

      Visite o site do NAAH’s :

      http://naahsrecife2011.blogspot.com.br/p/atendimento.html

      1 - Atendimento ao Aluno: com avaliação, entrevistas, questionários, apreciação das produções, observação; organização dos grupos de interesse e atividades de enriquecimento extra-curricular;


      2 - Atendimento ao Professor: com formação continuada, visitas as escolas e orientações pedagógicas;

      Caso a escola se recuse a oferecer enriquecimento curricular para as habilidades dele, entrar em contato com a defensoria pública ou Ministério Público para que acionem o judiciário para fazer valer seu direito.

      Boa Sorte !

      Atenciosamente,

      Claudia Hakim

      Excluir
  68. Desculpe, mas seu artigo contém uma informação errada. A escola Leonardo da Vinci em Brasília não é pública. E ainda não encontrei nenhuma escola/creche pública que ofereça algum apoio a crianças superdesenvolvidas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela informação. Já retifiquei o texto. Você já entrou em contato com as salas de recursos ou Naah´s de sua cidade ? Entre em contato com o CONBRASD também, pois eles possuem esta informação sobre quais escolas podem melhor atender seu filho e os contatos das salas de recursos e NAAH´s no DF. Boa Sorte !

      Excluir
  69. Ola claudia,

    Minha filha tem 4 anos e suspeitamos que ela seja superdotada, moro em NIteroi/Rj.

    ResponderExcluir
  70. Ola, Claudia. Tenho um filho de 4 anos cuja inteligencia e acima da media para uma crianca de 4 anos mas nao poderia dizer se e superdotado ainda, nem o analisei. Na verdade, estava buscando escolas com educacao individualizada e cai no seu blog e gostei muito. Ele esta tendo problemas de adaptacao na escola, poe ser bastante inteligente e rapido, se aborrece incomoda os demais. Mas isso e acompanhado de imaturidade emocional. Que parece ser comum entre criancas mais inteligentes. Enfim, pedi que me aceite no grupo do Facebook e estamos fazendo um trabalho com psicologa, pedagoga da escola e professoras. Talvez pense em trocar de escola no futuro, quem sabe. O metodo Objetivo nao me agrada pois nao quero alguem "dentro da caixa" mas talvez o Graphein. Estou investigando. Um abraco e parabens pelo trabalho.

    ResponderExcluir
  71. Boa Tarde Dra Claudia, meu filho esta com 15 anos, aos 07 anos foi avaliado como superdotado, na época eu não quis fazer nada em relação a escola, porque ele já apresentava problemas emocionais, nesse tempo todo foquei em ajuda-lo a superar e ter uma vida feliz, a 02 semanas mostrei o laudo p/ ele e conversamos sobre o assunto, me disse que algumas coisas ele continua igual e que outras coisas já superou, mas não quis falar mais sobre o assunto, sugeri uma ajuda profissional, no primeiro momento disse não, mas agora disse que acha que pode ser interessante, na escola o desempenho dele é bom, nada espetacular, mas nunca me deu problema, tem poucos amigos, nunca gostou de fazer lição de casa, volta e meia me diz que o professor chamou atenção porque estava lendo durante a aula, sempre comenta que os professores nem sabem o nome dele, eu sempre achei que fiz a escolha certa mas agora estou na Duvida, será que o Unodap pode me ajudar nessa situação?

    Meu Nome é Raquel, moro em Curitiba

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Raquel,

      Conheço uma neuropsicologa excelente na sua cidade, para lhe indicar. Caso queira a indicação, me escreva: claudiahakim@uol.com.br

      Excluir
  72. Claudia, boa noite. Comecei agora a pesquisar sobre o tema. Tenho um filho de 6 anos que sempre se mostrou muito avançado, mas que para mim ele era apenas uma criança muito inteligente, acima da média, mas nunca liguei ao tema de habilidades especiais. Hoje me deparo com o primeiro sinal de desanimo em relação a um curso que ele faz, especificamente o Kumon de Matemática, ele é destaque, já ganhou medalha em pouco tempo de curso e rapidamente começou a ser acompanhado pela central paulista do Kumon, hoje ele diz que não gosta mais de faze-lo. Como sempre fui muito preocupada com a evolução dele, até pq sempre percebi que ele possuía sede de conhecimento, não posso aceitar que ele desista de algo onde ele se destacou. Fiquei sem saber o que fazer, se dava um tempo para que ele não crie restrições com a matemática ou se insisto, o problema é que já tentei várias formas para animá-lo sem nenhum sucesso. Por isso recorri ao google para pesquisar sobre o desinteresse de estudo e acabei conhecendo o tema das habilidades especiais e me convenci de que ele é um desses casos, pela semelhança de todos os casos que estudei. Acabei achando você, e desde já agradeço sua dedicação em compartilhar tal experiência, gostaria de aproveitar para lhe pedir um camninho, pois não sei por onde começar, oq fazer, em que especialista ir, em fim, sou da cidade de Santa Isabel -SP, tenho facilidade de ir à São Paulo, São José dos Campos, Mogi das Cruzes e qualquer cidade da região.
    Eu até agora não sei como lidar com isso, ele faz aula de guitarra, kumon de matematica e portugues e judô, é extermamente curioso e questionador, sempre teve ótima memória, aliás impressionante, é criativo, ótimo desenhista, sempre observou e questionou o funcionamento das coisas, e eu como tive uma boa educação com muita informação acabo sabendo um pouco de tudo e preencho essa sede de informação dele explicando, fazendo ilustrações ou pesquisando, ele acaba entendendo de tudo um pouco também.

    Muito obrigada desde já.
    Iasmyne

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Iasmune, Noto que, realmente, você tem muitas dúvidas. Se quiser uma consulta, posso lhe ajudar, seja em meu escritório, seja por e-mail. Neste caso, me escreva, que eu te passo o valor da consulta para orientação : claudiahakim@uol.com.br. O ideal é que procures um neuropsicólogo, que é um profissional especializado em neuropsicologia, para fazer este tipo de avaliação. Os neuropsicólogos são os profissionais, ao meu ver, mais capacitados para este tipo de avaliação.
      É bom também pesquisar se ele é aluno que foi retido um ano, ficou um ano atrás, por ter nascido depois da data de corte, que em SP, é a de 30/06 e se ele se beneficiaria do avanço de série por data corte, que só pode ser feito judicialmente, ou por uma aceleração de série, caso ele tenha nascido antes de 30/06. São duas situações a serem examinadas pelo profissional que o irá avaliar.

      Me escreva por e-mail, que eu te indico profissionais nas cidades que você solicitou, ok ? Para não expor aqui no aberto.

      E.. venha participar do meu grupo do face, Mãe de Crianças Superdotadas.

      Excluir
  73. Sou professora e tenho uma filha de 4 anos. Ela é bastante questionadora, está sempre contra argumentando. Possui um vocabulário bastante rico se comparado a crianças da sua idade, costuma fazer suas explanações com muita convicção. Algumas vezes parece arrogante ao corrigir primos e colegas.
    Sendo eu, uma estudiosa de altas habilidades sempre acreditei que deveria oferecer desafios mas deixá-la desenvolver sem muita interferência, afinal poderia ser apenas um caso de precocidade.

    Agora peço sua orientação pois não quero ser negligente. Já é o momento de levar minha filha para uma avaliação? Neste caso, qual profissional você me indicaria no Rio de Janeiro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elisangela, conheço uma profissional , aí no RJ, que já consegue aplicar os testes de inteligência confiáveis e validados para a idade que sua filha está. Mas, se ela estiver se desenvolvendo bem, deixe para fazer depois dos 6 anos. A vantagem de avaliá-la, agora, seria estudar a possibilidade de uma aceleração de série. Me escreva, que te indico o contato da profissional : claudiahakim@uol.com.br e venha participar do meu grupo no Facebook, Mãe de Crianças Superdotadas.

      Excluir
  74. boa tarde querida meu filho tem 13 anos a escola acredita que ele seja superdotado tenho problemas desde sempre com ele debate com professores corigir ate erros dos tais quase todos os meses sou chamada pela escola que o considera como um adulto e o trata como tal nao sei a quem recorrer ou se e algum exagero pór parte das escolas que ele estudou.voces podem me dar alguma direcao obrigado.

    ResponderExcluir
  75. Me diga de onde é, que indicarei um profissiinalação que faça uma avaliação neuropsicologica.

    ResponderExcluir
  76. Me escreva para meu email que lhe darei o contato solicitado : claudiahakim@uol.com.br. Favor confirmar sua localização.

    ResponderExcluir
  77. Claudia! Preciso de uma indicação de alguém p fazer o diagnóstico de superdotação em Porto alegre. Desde já agradeco. lu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lu, me escreva , que eu te indico: claudiahakim@uol.com.br

      Excluir
  78. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  79. Olá Cláudia! Gostaria de saber onde poderia fazer uma avaliação aqui em Brasília. Meu filho tem 4 anos já sabe ler. Ele sempre gostou de brinquedos que ele mesmo contruiu ou fora do comum tipo ventilador. Ontem ele me assustou quando o pai dele perguntou qual era a placa do carro do avó dele e ele respondeu. Daí entramos nas fotos do computador e confirmamos a placa. Detalhe, já faz 6 meses que fomos na casa do avô dele e ele tinha apenas 3 anos. Estou bastante preocupada pois ele não gosta de ir a aula. Agradeço esse espaço que você brilhantemente criou. Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Solange, me escreva que eu te indico os contatos aí em Brasília: claudiahakim@uol.com.br

      Excluir
  80. Claudia, Esqueci de mencionar que meu filho além de lembrar da placa do carro do avó que mora em outra cidade está se interessando pelo inglês e sabe a marcas de todos os carros. É até engraçado mas a falta de suporte na escola dele me deixou sem chão. Também estou preocupada se teremos como arcar com escolas caras e psicólogos caso comprovada alguma habilidade ou doença. Tirando isso é é uma criança super alegre, comunicativa e agradável. Ele nasceu dia 19/10/2011. A Srª acha que pode ser algo grave? Onde posso comprar esse livro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Solange, para adquirir o livro, me escreva:claudiahakim@uol.com.br e..venha participar do meu grupo no Facebook, que se chama Mãe de Crianças Superdotadas.

      Excluir
  81. Ola Claudia, tudo bem?
    Sou professora de Educação Infantil na Rede Municipal de Campinas - S.P. Temos um aluno de 3 anos bastante esperto e os profissionais da escola suspeitam que ele tenha altas habilidades/superdotação (eu discordo), porém ficam me cobrando um encaminhamento ou posição sobre o caso. Como devo proceder? Onde eu poderia encaminhá-lo na cidades de Campinas? A escola fica numa região periférica e a família não tem condições de pagar consultas, teria que ser alguma avaliação pelo SUS. Será que poderia me ajudar. Meu email é r_paula_a@hotmail.com
    Muito Obrigada
    Paula

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Venham participar do meu grupo Meus grupos no Face relacionados à superdotação :Mãe de Crianças Superdotadas :

      https://www.facebook.com/groups/213399982041957/?ref=bookmarks

      Ali temos dicas de escolas na seção de arquivos por Estados e cidades do grupo.

      Não sei indicar profissionais da rede pública em campinas. Tente o departamento de psicologia ou de neuropsicologia da universidade Unicamp.

      Excluir
    4. Venham participar do meu grupo Meus grupos no Face relacionados à superdotação :Mãe de Crianças Superdotadas :

      https://www.facebook.com/groups/213399982041957/?ref=bookmarks

      Ali temos dicas de escolas na seção de arquivos por Estados e cidades do grupo.

      Não sei indicar profissionais da rede pública em campinas. Tente o departamento de psicologia ou de neuropsicologia da universidade Unicamp.

      Excluir
    5. Venham participar do meu grupo Meus grupos no Face relacionados à superdotação :Mãe de Crianças Superdotadas :

      https://www.facebook.com/groups/213399982041957/?ref=bookmarks

      Ali temos dicas de escolas na seção de arquivos por Estados e cidades do grupo.

      Não sei indicar profissionais da rede pública em campinas. Tente o departamento de psicologia ou de neuropsicologia da universidade Unicamp.

      Excluir
  82. Olá!

    O meu filho com 2 anos de idade já dizia algumas coisas quando passávamos nas ruas, mas para mim ele estava falando por memória fotografada, ele dizia todos os nomes das lojas e bancos mais conhecidos em propagandas.
    Até que um dia aos 3 anos ele realmente leu algo novo na Tv e eu fiquei muito chocada. Pois alí eu estava tendo a plena certeza de que ele sabia ler. Como já sabia as letras e números, foi muito fácil escrever qualquer palavra nos eletrônicos: notebook, celular e tablet. Se interessa pelos vocabulários em inglês, ama dançar,cantar(super afinado), muito amoroso! Sabe nome e números de políticos e seus partidos das campanhas eleitorais, nome de repórteres, atores, cantores e suas músicas, Ele tem uma Síndrome rara Dandy Walker e tem hipotonia global nos membros superiores, agenesia parcial do cerebelo, mas graças a Deus é uma criança normal como uma outra pra andar, correr, pular... A sua coordenação motora fina e grossa que exige mais atenção e existe um pequeno atraso cognitivo relacionada com a idade. Está adquirindo maturidade aos poucos, gradativamente.
    Está na segunda aula de musicoterapia e a professora está encantada e já me avisou que ele vai aprender a tocar algum instrumento muito rápido!
    Tem uma memória muito boa e adora aprender coisas novas.
    Hoje com 5 anos, está alfabetizado, desde os 3 que estuda em escola regular.

    Faz terapias como: Fonoaudiólogo, Terapia Ocupacional, Psicomotricidade e há pouco tempo começou na Musicoterapia.

    Peço uma orientação para os mais entendedores no assunto Superdotados, se eu posso ajudá-lo em algo específico? O que devo procurar? Existe algum exame que identifique se há realmente a Superdotação? Sou de Salvador-BA e não sei se há alguma escola para alunos Superdotados aqui e se de fato o meu filho se encaixa nesse perfil?

    Agradeço a todos!

    Nilda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nilda; entre no meu grupo do facebook, Asperger e Superdotação. Você pode procurar avaliação neuropsicologica, a ser feita com uma neuropsicologa, que é uma psicóloga com especialização em neuropsicologia. Ali, poderei lhe indicar profissional que faça avaliação neuropsicologica na sua cidade. Procure informações sobre a síndrome de Asperger também

      Excluir
    2. Olá Cláudia Hakim,
      Mandei solicitação de amizade no face para dois grupos fechados, não sei qual é o seu. Estou como Nilda Correia.
      Baseado nas infrmações que passei, vc viu alguma relação do meu filho com crianças com o espectro de Asperger?
      A fono já tinha me falado pra procurar uma neuropsicóloga também... Agora com mais uma opinião, procurarei mais, onde tinha via que o plano dele não cobria, aí fui esquecendo.

      Muito obrigada pela atenção e observação!

      Excluir
    3. Fica difícil responder sem conhecer a criança, Nilda, mas as características que você nos relatou me remete à uma hipótese diagnóstica da Síndrome de Asperger. Você nos contou que seu filho faz tantas terapias (o que é ótimo, pois você já está tomando as providências necessárias de toda forma !). Não houve ainda diagnóatico para ele ? Não conheço a Síndrome que você disse que seu filho tem e não sei se ela pode causar a impressão de que seu filho tem a Síndrome de Asperger. Recomendo avaliação neuropsicológica. Me diga de qual cidade você é, que verei se conheço algum profissional, para lhe indicar.

      Excluir
  83. Boa noite! Meu filho fez 5 anos agora em setembro, já lê com algumas pausas e escreve pequenos textos (com erros de ortografia). Se interessa por matemática e geografia. É contestador, tem uma excelente memória, questiona e fala muito, é um pouco desatento. Frequenta a mesma escola desde o maternal, mas nesse ano tem tido problemas como não querer fazer atividades que não gosta, desdenha as tarefas, sai da carteira, fala com os colegas o tempo inteiro. As professoras dizem que é desobediente e que está difícil lidar com ele.
    O pai dele é superdotado.
    Não sei se ele é muito inteligente ou se também é superdotado.
    Ano que vem irá para o primeiro ano e estou na dúvida sobre qual escola matriculá-lo. A pedagogia montessori é uma boa opção nesse caso?
    Moramos em Curitiba.
    Agradeço a atenção.

    ResponderExcluir
  84. Olá, Paola. Nem sempre as respostas para o mau comportamento de seu filho, esta questão dele ser desobediente e difícil se justifica somente pela superdotação. Aliás, não se justifica. Pode ser que além de superdotado, ele tenha uma outra condição que esteja prejudicando o comportamento e o desenvolvimento dele, tais como TDAH , TDO, asperger, condições estas que podem ou não co existir com a superdotação, como vemos direto acontecer em nosso instituto Brasileiro de Superdotação de Dupla Excepcionalidade.

    Posso lhe indicar uma neuropsicóloga para fazer uma avaliação neuropsicológica confiável em seu filho, para apurar se ele, de fato, é superdotado e se tem outra condição coexistindo com a superdotação e que possa estar prejudicando o desenvolvimento dele. Esta mesma profissional irá lhe orientar sobre as formas de atendimento das necessidades educacionais dele e lhe ajudar na escolha da escola.

    Se quiser indicação da profissional, me escreva : claudia@ganchakim.com.br

    E venha participar do meu grupo no Facebook, que leva o mesmo nome deste grupo : Mãe de Crianças Superdotadas !

    ResponderExcluir
  85. Boa noite meu nome é Suelen tenho um filho de oito anos com diagnóstico de super dotado,moro em São José Dos Pinhais-Pr próximo há Curitiba,queria ajuda informações sobre colégios nessa região que tenha o projeto.Ele estuda em um colégio muito bom porém pra ele está sendo muito fácil ele encomodava muito porque terminava td antes,estou fazendo consultas com a neuropsicóloga há mais de um ano e ele teve uma melhora de 99% porém queria mudá-lo de colégio,tbem queria saber se vale a pena pula séries?Tenho medo dele se perder nessa mudança,aguardo retorno obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depende do resultado do teste de QI dele (sugestão dos especialistas que para aceleração de série o QI tem que ser acima de 145) ; se ele é aluno com motivação, se tem alto rendimento acadêmico e notório desempenho acadÊmico e maturidade para ser acelerado. Se a escola estiver favorável à aceleração de série melhor ainda. A decisão de aceleração de série deve ser estudada entre a família, a escola e o profissional que estiver assessorando a família e que tiver avaliado o aluno.

      Excluir
  86. Boa noite presciso de ajuda tenho um filho de oito anos com diagnóstico de super dotado faço tratamento há mais de um ano com neuropsicóloga,melhorou muito na escola,o colégio é particular porém ainda está fraco o estudo,sou de São José Dos Pinhais -Pr próximo há Curitiba queria saber quais escolas tem o projeto?E se vale a pena pular de série?Aguardo Retorno obrigada

    ResponderExcluir
  87. Suelen,

    Caso deseje uma consulta poderei lhe orientar melhor. Me escreva, que lhe passarei o valor da consulta : claudia@ganchakim.com.br

    ResponderExcluir
  88. Cláudia, parabéns por seu excelente trabalho de orientação. Sou José, de Curitiba. Meu filho fêz os testes psicológicos (com acompanhamento psicopedagógico e neurologista)e notas altas nas 4 categorias. Ao invés de ficarmos felizes, ficamos preocupados: como "alimentar" suas necessidades e sua curiosidade adequadamente? Procuramos escola em Curitiba (Fundamental 4. ano), mas nada convenceu bem até agora. Somos cautelosos com a "indústria do superdotado". Alguma indicação de escolas para visitarmos aqui, que possam talvez atender bem a essa criança? Temos muita pressa, pois as matrículas ocorrem agora. Agradeço se puder compartilhar sua opinião/ orientação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. José, venha participar do meu grupo de Facebook, chamado Mãe de Crianças Superdotadas (mesmo nome que este blog) e ali no grupo tenho uma seção de arquivos separados por Estados e no estado do Paraná tem muitas dicas de escolas em Curitiba sugeridas pelos pais de crianças superdotadas do grupo que moram em Curitiba !

      Excluir
    2. José, venha participar do meu grupo de Facebook, chamado Mãe de Crianças Superdotadas (mesmo nome que este blog) e ali no grupo tenho uma seção de arquivos separados por Estados e no estado do Paraná tem muitas dicas de escolas em Curitiba sugeridas pelos pais de crianças superdotadas do grupo que moram em Curitiba !

      Excluir
  89. Alguem saberia dizer se em santa catarina há algum colegio para ensino medio preparado para altas habilidades??? Ou em outro estado da federação também, mas para ensino médio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem colégio preparado especificamente para superdotados em Santa Catarina. Em SP, existe o COLÉGIO INTEGRADO, que pertence ao grupo OBJETIVO que costuma convidar alunos que participam das Olimpíadas de Conhecimento (Matemática, física, química, etc) para fazer parte de seus quadros. É bem difícil conseguir esudar ali. O colégio ficou em primeiro lugar no ENEM. Na mesma linha, o COLÉGIO ETAPA, tb em SP, trabalha com alunos da alto rendimento. Caso não seja possível encontrar colégios assim, alguns colégios militares também oferecem concursos e são gratuitos e bem conceituados. Veja se em seu Estado ou próximo existe algum assim. E procure por colégios bem posicionados no ENEM, pois, em geral, são colégios com perfil mais acadêmicos e fortes, se é isto o que você procura. Venha participar do meu grupo no Facebook, que leva o mesmo nome que este blog, Mãe de Crianças Superdotadas. Ali tenho uma seção de ARQUIVOS separadas por ESTADOS, e você pode perguntar para os membros do meu grupo de Santa Catarina se eles têm alguma indicação, neste sentido.

      Excluir
  90. Olá! A partir de qnts anos é recomendado uma avaliação com o neuropsicologo? Minha filha tem 2 anos e meio, começou a falar com 5 meses e anda desde os 8 meses. É incrívelmente inteligente, está começando a ler e sabe contar números em 3 idiomas, canta e decora inúmeras músicas, tem ouvido absoluto e memória assustadora..Somos de São José dos Campos. Alguma indicação?

    Obrigado

    ResponderExcluir
  91. Boa noite Cláudia....meu nome é Vânia.
    Meu filho, João Pedro, tem 17 anos e aos 8 descobri que era superdotado, seu QI é de 138, mas em raciocínio lógico, foi avaliado em 152. Porém, toda essa inteligência não flui da maneira que todos imaginam, ele não é um menino feliz, não tem amigos, tem dificuldade de se socializar e sua auto estima é muito baixa. Como se não bastasse todos esses problemas, ainda é mau compreendido nas escolas por onde passa. Sempre avaliado como um péssimo aluno porque não segue regras. Com isso, está sempre desmotivado e este ano (2016), veio a bomba: foi reprovado! Não sei o que fazer, meu filho é um engenheiro nato, constrói coisas desde os 4 anos, foi reprovado em todas matérias de humanas. Uma amiga me falou que alunos super dotados não podem ser reprovados. Gostaria de saber sua opinião jurídica, se puder me orientar, é claro. Agradeço muito desde já.

    ResponderExcluir
  92. Boa noite Cláudia...
    Meu filho, João Pedro, tem 17 anos e aos 8 descobri que era superdotado. Tem QI de 138, mas foi avaliado com 152 em raciocínio lógico. Apesar de a dotação, parecer uma coisa maravilhosa, ela vem cheia de problemas. O João não tem amigos, tem dificuldade de se socializar, tem a auto estima muito baixa e pra ajudar, foi reprovado na escola este ano (2016). Por todas as escolas por onde passou, teve problemas, sempre mau compreendido, mau orientado, equipes inteiras sem saber como lidar com essa situação. Meu filho é um engenheiro nato, constrói coisas desde os 4 anos e agora foi reprovado em todas as matérias de humanas, mas a escola não se atentou a isso, infelizmente. Hoje, conversando com uma amiga, ela me disse que crianças superdotadas não podem ser reprovadas na escola. Gostaria de saber sua opinião jurídica em relação a isso. Se for possível, é claro.
    Desde já, agradeço muito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vânia. O fato do seu filho ter um QI muito superior, compatível com a superdotação não o impede de ter outras condições ou transtornos associados, tais como a Síndrome de Asperger é oi o TDAH, que podem acarretar o mau desempenho acadêmico. Ainda que ele não tivesse nenhuma dessas condições, poderia ser reprovado, mesmo sendo superdotado. Sua amiga não lhe orientou adequadamente. Porém, se ele tiver a síndrome de Asperger, que e um transtorno do espectro autista em grau leve ou tdah, ele tem direito à inclusão. Que e outra história. Sugiro que você providencie uma avaliação neuropsicologica é o leve a um psiquiatra para averiguar a possibilidade da Síndrome de Asperger diante das características que você me relatou: altas habilidades, dificuldades em socialização,dificuldades escolares.

      Excluir
    2. Ok...muito obrigada Cláudia. Vou levar sim, tdah sei q não é, mas aspeger nunca foi cogitado. Obrigada pela dica.

      Excluir
  93. gostaria de saber se em goiania possui alguma escola ?
    procurei a secretaria municipal e estadual de educacao e as mesmas nao oferecem suporte para a idade do meu filho, ele ja foi levado no naahs em goiania o mesmo informou que so pode atendelo aos 6 ele ainda tem tres..caso presise de ajuda entrar em contato com eles mais so isso que podem fazer...
    tudo que faz e vem aprendendo e sozinho sem nenhum suporte

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, Ariane, escola especial para crianças superdotadas não conheço em Goiania. Mas, venha participar do meu grupo do facebook, chamado Mãe de Crianças Superdotadas, que ali tenho um tópico para os membros de Goiás e você pode postar a sua dúvida ali no grupo e ver o que os demais pais respondem ou indicam.

      Excluir
  94. Boa noite! Meu filho le desde os 3 anos, aos 7 foi campeão de xadrez na categoria sub 10 com um mes de treino, extremamente concentrado e maduro para a idade a professora tentou acelerar ele dois anos seguidos pois ele elimina as materias na metade do ano e fica monitorando os outros 6 meses, estuda num colégio publico e a diretora não libera a aceleração dele, a professora nos orientou a procurar ajuda pois ele tem habilidade que outras crianças não tem, não sabemos como lidar e nem onde recorrer para conseguir o laudo. Pesquisando vim parar aqui, espero que possam me ajudar. Grata JAnaina email: bezerra_robson@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Janaina,

      De qual cidade e estado você é?

      Venha participar do meu grupo do Facebook, chamado Mãe de Crianças de Crianças Superdotadas!

      Excluir
  95. Cláudia, qual escola estudam seus filhos? Você falou tão bem dela no post. Estou à procura de uma para o meu filho. Pode me responder via email se preferir: alexandrabacco@yahoo.com
    ah, também tenho interesse em adquirir seu livro.
    agradeço muito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alexandra,

      A escola dos meus filhos é uma escola trilingue religiosa judaica. Somos judeus praticantes. A escola é mesmo maravilhosa, mas ela atende à comunidade judaica. Gosto muito de escolas bilingues para alunos que ainda estamos na educação infantil e ensino fundamental I.

      Excluir
  96. Olá, gostaria de saber a indicação de um bom profissional e posteriormente uma boa escola em Belém - PA. A minha filha de 5 anos tem muitos traços de ser uma uma criança SD. Agora a escola que ela estuda tá tendo muita dificuldade. Nós ja vinhamos percebendo que ela tem um diferencial das demais crianças. Ler fluente, dicção de adulto, se ja não bastasse, a mãe idealizou de matricular ela no inglês. A partir de então, a situação ficou mais conflitantes. Ele quer conversar com os colegas da escola em inglês, e nenhum sabe. Agente percebe que ela fica frusrada. Fui chamado na escola, que por conta disso, ela ta apresentando dificuldades de relacionamento. Segundo a orientação da direção da escola a nossa filha é diferente. Então, precisamos confirmar se de fato, essas suspeitas se confirma dela ser uma SD. Se puderem nos ajudar. Meu email. Odivaldoviana@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Odivaldo,

      Todas as respostas serão respondidas, aqui, no meu blog. Para respostas e orientações por email, cobro como consulta. Das características relatadas por você, noto que além de eventual superdotação, pode ser que sua filha também tenha a síndrome de Asperger, que é um transtorno do espectro autista em grau leve. Nela é comum o interesse precoce por letras e números, altas habilidades, facilidade de aprendizagem e dificuldades em se relacionar. Para descartar ou apurar a síndrome de Asperger , a indicação é que você providencie uma avaliação com uma equipe multidisciplinar e avaliação neuropsicologica com testes de QI para apurar a superdtoacao. A seguir, Indico-lhe os profissionais tanto de neuropsicologia quanto como neuropediatras que deverão ser por vocês consultados para melhor definição dos diagnósticos e terapias. Venha, tb, participar dos meus dois grupos no Facebook chamados " Mãe de Crianças Superdotadas " e " Asperger e superdotação ". No grupo Mãe de Crianças Superdotadas eu tenho um arquivo dos membros do Pará e ali você pode perguntar sobre indicações de escola para os membros do grupo. Você pode expor, tb, todas as suas dúvidas nos dois grupos. A seguir a relação dos profissionais solicitados : Neuropsicólogas em Belém :

      Thaissa Nahamias. Cel: 98146. 9010

      Neuropsicologa Daysy Miranda
      (91) 98822 9608

      (91) 98274 7469

      (91) 4141 7677

      daisyneuripsi@gmail.com

      Dra Ana Maria: 9 88824868 Neuropsicóloga

      Neuropsicólogas aqui em Belém. É a Thaissa Nahamias. Cel: 98146. 9010

      Neuropsicologa Daysy Miranda
      (91) 98822 9608

      (91) 98274 7469

      (91) 4141 7677

      daisyneuripsi@gmail.com

      Neuropediatra:

      Dra Regina Célia: 9 8483-4503/9 8184-5467 Neuropediatra
      Ela atende Unimed. Tem tambem a Clinica Sete(nao sei se e assim que escreve), la tem todos os profissionais : TO, psicologa, Neuro etc, atendendo Unimed

      CLiNICA CETE: 3349-7787

      Heloisa fono(particular e top no conceito d linguagem) 98119-5795

      Dra Amira(particular mais vale muito a pena) 3234- 3359

      Dra. Ara Rubia que atende no hospital Divina Providência em Marituba. Tive ótimas referências!
      Em Belém ela tb atende mas só particular.
      Hospital Divina Providência...Dra. Ara Rubia
      Telefone. : 4005-6100

      Tem uma fono chamada
      Dra. Maíra clínica Consaúde

      Excluir
  97. Boa tarde, conheci hoje seu blog e gostei muito de suas informações, por isso peço-lhe algumas informações:Meu neto tem 4 anos e meio (completados neste mês) desde cedo demonstra habilidades muito acima da média, se destacando entre as crianças de sua faixa etária. Até então observávamos as habilidades dele mas não nos preocupávamos, ocorre que no maternal II que frequenta começaram a ocorrer problemas de relacionamento com as demais crianças e ele passou a demonstrar desinteresse pela escola. Ela só se relaciona bem com crianças bem maiores que ele, sua capacidade de abstração é surpreendente e apenas para exemplificar aos 3 anos ele formulou a seguinte pergunta: Mãe, por que a gente pensa com a nossa cabeça? Aos 4 perguntou: O que é o universo? Bem vou parar de corujice. Sou superdotada e sofri muito principalmente com o isolamento social que isso significou na minha vida, até que já adulta eu mesma pudesse contornar parte dessa dificuldade, por isso gostaria de ajudar meu neto, peço-lhe a indicação de profissional (s) em Porto Alegre que pudesse avalia-lo e, se for o caso, orientar seus pais. Desde já agradeço sua atenção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Isis. Sugiro que busquem avaliação neuropsicológica para o seu neto, visando estudar a possibilidade dele ser readequado ou avançado de série. Posso orientar a família, mediante consulta. Se quiserem a consulta, me escreva, que passo o valor dos honorários por e-mail : claudiahakim@uol.com.br. Ou então, caso não queiram a consulta individual, venham participar do meu grupo no Facebook, chamado : Mãe de Crianças Superdotadas e colocar suas dúvidas ali.

      Indicações de profissionais (neuropediatra e psicólogos ) : Algumas opções confiáveis de neuropediatras para você buscar :

      Heloisa Kaefer : neuropsicologa
      Consultório: 3233-1594
      Valor da avaliação para 6 consultas : R$ 2.400,00
      Neuropediatra :

      Excluir
  98. Olá Claudia, foi uma bencao achar teu blog e estou ha algum tempo lendo aqui muitos comentarios etc...entao resolvi compartilhar um pouco minha experiencia.... Meu filho hoje está com 5 anos e está no primeiro ano fundamental, (ele faz 6 dia 27/12) e desde 1 ano e meio ele j;a identificava o alfabeto, cores, numeros (contava mais q 10...) tanto em portugues quanto em ingles...ele nao pode ver um livro de atividade que já quer fazer... (tenho q esconder os livros didaticos dele pq se nao ele faz tudo...) com 3 anos já lia e escrevia com muita clareza e raramente erra gramatica.... com 4 anos ele se apaixonou por matematica e fazia contas de 3 digitos de cabeca... (exemplo: 384-217... 25-30...sim numero negativo ele entende, etc...) no final no ano passado ele fez uma avaliacao neuropsicologica pela PUC e nao foi muito conclusiva, deixava aberta a possibilidade de altas habilidades mas tambem de autismo... foi quando levamos ele num neuro e nossa dor de cabeca comecou,... primeiro ele mesmo se contradisse e nos disse q nosso filho nao era autista, após ler o laudo da PUC ele voltou atras no que disse e deu um LAUDO de AUtismo , e aproveito colocar no cesto de ofertas (desculpe o sarcasmo, com todo respeito aos profissionais neuropsicologos por aih) colocou junto TOD, e TDAH... querendo até mesmo já dar medicamentos... disse q era importante ele ser tratado 2x por semana....e quando eu saí do consultorio atordoada me dei conta q ele nem se quer me disse q tipo de tratamento eu deveria buscar ou qual tipo de profissional...ou indicacao...enfim... depois de muito buscar ajuda, ainda estamos empacados, pois recentemente falimos e nao tenho mais como se quer pagar uma outra consulta de um neuro.... atualmente na escola ele esta sendo "tratado"como autista, e acredito até mesmo q ele seja...(simsim, ele tem alguns esteriotipos...mas nao muito claros) mesmo assim, vejo q a escola está apenas "fingindo" fazer algo a respeito, seja de sua inteligencia ou de sua inclusao.... (a escola é particular, mas como eu nao podia pagar mais, consegui uma bolsa 50%, e os outros 50% pagamos, seja quando temos dinheiro ou quando alguem decide ïnvestir"nele por nos....) vejo q passei os utimos 10meses tentando entender tudo q vinha ocorrendo, tendo cada profissional me dizendo uma coisa diferente... todos querendo focar em coisas q precisam ser tratadas... e que nesse periodo NINGUEM auxiliou ele a desenvolver suas habilidades de resolucao, coisa q ele é muito bom.... (Eu frequentei classe para superdotados quando era crianca morando nos EUA, caso seja relevante) a professora dele diz q enquanto ea ainda está explicando ou ensinando algo novo na classe ele já completou a atividade, logo ele fica "a deriva"pois percebo q nao é dada nenhuma tarefa extra para ele... e isso sempre acaba em mau comportamento, afinal ele esta entediado... (por favor, nao estou justificando uma crianca ser mal educaca, apenas tentando entender pq ele acaba se excedendo.... ele tem sim dificuldades de interacao, acaba ficando mais com adultos ou criancas mais velhas, mas em nenhum momneto ele é timido...pelo contrario, costumo brincar de que ele é meu "autista tagarela" bom, tirando toda dramatizacao aqui descrita... vejo hoje q preciso focar em suas habilidades, acabou q a escola esta tentando nivelar ele para baixo e nao está aceitando o desafio de educar e estimular uma crianca q possa ter haltas habilidades... só nao sei nem por onde comecar.... kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kethlyn,

      Num caso de dupla excepcionalidade, em que estão presentes TEA (TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA) E SUPERDOTAÇÃO ou altas habilidades, as duas condições deverão ser cuidadas e atendidas pela escola. As dificuldades advindas do TEA deverão ser tratadas em terapias indicadas pelos profissionais envolvidas na avlaiação e atendimento da criança e a criança tem direito á inclusão escolar, flexibilidade curricular, plano de atendimento individualizado nos termos da Lei Berenice piana. Se comprovada a superdotação intelectual (QI acima de 130 no WISC) o aluno terá direito a enriquecimento curricular e ou aceleração de série. Também poderá participar de salas de recursos ou NAAHS para fins de atendimento de suas altas habilidades.

      Excluir
  99. (ele tambem já tem nocao de tempo, sabe ver relogio digital e anaógico, nao só no seu conceito de 24horas mas de 12 em 12horas , por exemplo que 13horas equivale a 1h da tarde, com frequencia ele me pergunta por exemplo: "mae! q horas o almoco fica pronto? eu respondo: "as 13:20 querido"... e neste momento q seriam por exemplo 12:45.... ele me responde..."aaaah...entao falta 35minutos né mae..." a psicopedagoga da escola e a coordenadora ficaram de boca aberta quando isso aconteceu la na escola e disseram q isso era materia de crianca q está na quarta serie....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caso haja desculpa com relação ao diagnóstico dele sugiro que ele seja avaliado por uma equipe multidisciplinar com avaliação neuropsicológica e psiquiátrica , se necessário com fono, para que seja traçado um diagnóstico e um plano de atendimento do aluno. A pessoa pode ter superdotação e também outra condição ao mesmo tempo. No caso do seu filho, ele pode ter TEA e altas habiliades e superdotação. E um médico pode discordar de um laudo , se foi feito por profissional que não seja graduado em psicologia. Não sei se o laudo da PUC foi feito por psicólogo ou neuropsicólogo formado ou por estagiário, mediante supervisão. Se foi feito por estagiário, que nao tenha formação em psicologia, este laudo deve ser refeito e de preferência por um neuropsicólogo. Se quiser indicação de profissional na sua cidade, me avise.

      Excluir