terça-feira, 19 de agosto de 2014

Superdotados ganham oficinas para auxiliar escolha da futura profissão - PROGRAMA ESTRELA DALVA - RJ

Jovens estudam Direito, Arquitetura, Animação e Mecânica

Fonte : http://blog.institutobrookfield.org.br/index.php/category/estrela-dalva/


Jovens do Projeto Descoberta durante oficina. Foto: Programa Estrela Dalva / Divulgação.


No primeiro semestre de 2014, o Programa Estrela Dalva desenvolveu o Projeto Descoberta. Nele, os jovens superdotados que têm entre 13 e 18 anos ganharam a oportunidade de estudar em oficinas inspiradoras para a vida profissional deles. O objetivo do projeto é oferecer a possibilidade de os alunos descobrirem aspectos importantes de diferentes campos de trabalho/estudo, auxiliando-os na definição da área da sua preferência. Nesse semestre, foram realizadas as seguintes oficinas: Direito, Animação Stop Motion, Arquitetura e Mecânica.

“Os jovens de baixa renda, que, muito frequentemente, moram em comunidades, têm pouco conhecimento sobre as profissões que dependem de cursos universitários. Os adultos de seu entorno geralmente têm empregos que exigem ensino fundamental ou médio. Quando esses alunos chegam ao final do ensino médio e têm que fazer uma escolha do curso que pretendem frequentar e da profissão que desejam seguir, fazem essa escolha com muito pouco conhecimento que os auxilie. As oficinas do Projeto Descoberta facilitam essa escolha”, disse Clara Sodré, responsável pelo Programa Estrela Dalva. Os alunos que participaram das oficinas foram todos preparados pelo Programa Estrela Dalva e já estudam em escolas de excelência do Rio de Janeiro.

Além da apresentação e exploração dos conteúdos, os alunos fazem visitas guiadas que ilustram o que estão aprendendo. Neste semestre, por exemplo, a Oficina de Direito levou os alunos ao Fórum para assistir a um julgamento. Luiza Aguiar, advogada e professora dessa oficina, afirmou que os estudantes ficaram superempolgados com a oportunidade de presenciar o Direito na parte prática, além da sala de aula. “Além de se animarem com esse tipo de atividade e com as aulas teóricas de introdução ao Direito, eles gostam muito dos debates. Apesar de serem muito novos, os alunos mostram muito interesse pelo assunto, participam e levam temas do dia a dia que envolvem Direito, para entenderem melhor”, disse Luiza.

As oficinas do Projeto Descoberta duram um ou dois semestres, dependendo da profissão. A de Arquitetura, por exemplo, tem a duração de dois semestres, enquanto a de Direito apenas de um. O projeto conta com o apoio do Banco Goldman Sachs.


Nenhum comentário:

Postar um comentário