sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Um pouco mais sobre superdotação...







Sei que vocês, meus leitores, a esta altura do campeonato (se vêm acompanhando com assiduidade e frequentemente o meu Blog) já sabem muito sobre superdotação. Mas, nunca é demais em se tratando de superdotação ! Eu costumo brincar, com as minhas amigas e amigos do meu grupo do facebook "Mãe de Crianças Superdotadas" que eu sou superdotada em superdotação .. he he.. E o que me faz pensar assim sobre mim ? Algumas das características abaixo, em especial uma que deixei em verde .. rs. Divirtam-se "









Estive pesquisando um pouquinho sobre o assunto, é bem interessante.. então resolvi falar um pouco sobre isso para vocês...




Bom.. as definições para a superdotação são várias, assim como os autores do assunto. Porém, em 1973 surge uma definição funcional, proposta por Ogilvie. Uma definição clara e prática que diz:



O termo "superdotado" é usado para indicar
qualquer criança que se destaque das demais, numa habilidade geral ou específica, dentro de um campo de atuação relativamente largo ou estreito. Quando existirem testes reconhecidos como (por exemplo) no caso da "inteligência", então a superdotação poderia ser definida a partir de escores em testes. Onde não exista teste reconhecido, pode-se presumir que as opiniões subjetivas de "peritos" nas diversas áreas acerca das qualidades criativas de originalidade e imaginação demonstradas seriam o critério que temos em mente. (Ogilvie, 1973; Gifted Children in Primary Schools, p.6).




Ou seja, toda a pessoa que se destaque significativamente das demais em termos de uma dada atividade humana relevante pode ser considerada um superdotado.
Também significa que o critério a ser usado para a verificação do "destaque" deve ser um teste padronizado que resulte num valor numérico, quando possível ; senão, devem ser usadas as opiniões subjetivas de peritos na atividade humana em questão.




Características de superdotados:




1) Demonstra iniciativa extraordinária : obstinação.



2) Intensa curiosidade, por vezes apenas em uma direção.



3) Sonha acordado quando entediado : possívelmente é do tipo que costuma executar atividades vãs ou inúteis e não se incomoda com tarefas mundanas.



4) Comportamento divergente ou mesmo delinquente : espírito independente.



5) Formas de expressão altamente imaginativas.



6) Exasperação em face a restrições impostas.



7) Desdenho por adultos com menos capacidade : temperamento insolente e arrogante.



8) Responsabilidade e confiabilidade acima da média.



9) Capacidade de racionalizar acerca da falta de desempenho ou realizações.



10) Senso de humor altamente desenvolvido.



11) Conversa vivaz e estimulante: não é bom em sempre anotar tudo por escrito.



12) Capacidade de ser absorvido pelo trabalho durante horas.



13) Indícios de habilidade musical.



14) Excepcional velocidade de pensamento
.



15) Medo do fracasso - detesta se perceber como estando errado ou inadequado
.




Algumas pessoas podem assimilar a idéia de superdotados e nerds ou pessoas ligadas aos computadores de modo intenso.. porém, estudos feitos em uma escola recifense não mostram diferenças significativas entre alunos comuns e superdotados, em relação ao interesse por informática.



Vamos agora a alguns dos
superdotados de sucesso... em várias áreas de atuação




Superdotados marginais:



GARY GILMORE: Teve 18 anos de prisão em 35 anos de idade. Cadeira elétrica por assassínio, estupro, assalto a mão armada, roubo de automóveis, violência. O seu QI Wechsler era de 129 (aproximadamente 131, numa escala compatível com a do Stanford Binet), dentro dos 3% mais inteligentes da sociedade. Artista talentoso. Mentalmente são.



LÚCIO FLÁVIO: Conhecido caso do Rio de Janeiro. Capixaba de nascimento. Compositor, autor, chefe de quadrilha, raciocínio rápido, inteligente, QI elevado (132 ou mesmo 145, segundo versões). Sentenciado a 250 anos. Assassinado na prisão por marginais adversários. Primeiro grau incompleto, o que atribuíu à "monotonia do ensino".




MENEGHETTI: Italiano radicado em São Paulo. Lendária figura dos maiores ladrões que o país conheceu. Ágil nos assaltos e escapadas pelos telhados. Fugas de presídios e de cercos policiais. Arrogância e respostas rápidas. Enquanto na prisão, aprofundou-se na leitura. Pouco antes de morrer, declarou que conhecia toda a história da humanidade, arrematando: "Se meu pai tivesse me dado escola, hoje eu seria um gênio".




Cinema:


Uma Mente Brilhante (2001) / Drama real baseado na vida do brilhante matemático John Forbes Nash, o qual desde o início da vida adulta precisou lutar contra a esquizofrenia, doença que lhe levava a alucinações e paranóias. O filme mostra como Nash conseque superar suas dificuldades mentais até ganhar o Prêmio Nobel de Economia em 1994.



Nacionais:



Chico Buarque de Holanda (QI=140-160) - TALENTOS OUTROS: Enorme habilidade musical, com grande sensibilidade para notas e arranjos. Excelente com o violão. Desde pequeno apresenta notável habilidade para o futebol.



Jô Soares (QI=135-145) - Definitivamente um superdotado, com QI provavelmente entre 135 e 145, embora claramente apresente maior habilidade verbal e lingüística (fala diversas línguas e tem a reputação de uma grande inteligência) do que lógico-matemática.




Roberto Campos (QI=160-180) - Senador da República, escritor, ensaísta e membro da Academia Brasileira de Letras. Publicou uma fantástica seqüência de livros onde contempla e critica o desenrolar da história recente do Brasil, prevendo, com décadas de antecipação, diversas crises nacionais e internacionais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário